Economia, Notícias

VW obtém aprovação para acordo de US$ 14,7 bi

Carros envolvidos na fraude emitem 40 vezes mais poluentes. Foto: Arquivo

Um juiz federal americano aprovou ontem (25) acordo no valor de US$ 14,7 bilhões proposto pela Volkswagen para tentar resolver o escândalo de emissões poluentes no qual a montadora se envolveu.

O acordo contempla proprietários de 475 mil carros a diesel equipados com um dispositivo que os fazia parecer menos poluentes. Executivos da montadora alemã afirmam que a empresa deve começar a recomprar os veículos em meados de novembro.

A sentença foi um grande passo para que a gigante alemã possa começar a deixar para trás o escândalo e tentar recompor suas vendas.

A decisão foi tomada pelo juiz Charles Breyer em San Francisco e marca o último capítulo de escândalo que afetou a Volks desde que a empresa admitiu, em setembro de 2015, que usava um software secreto em carros a diesel para fraudar os testes de emissões poluentes e fazer com que os veículos parecessem mais “limpos” do que realmente eram.

Pelo acordo, a VW decidiu pagar até US$ 10 bilhões na recompra de veículos e em indenizações a proprietários. A montadora também vai gastar US$ 4,7 bilhões em programas para compensar o excesso de emissões e impulsionar a infraestrutura para veículos limpos.

Os consumidores têm até setembro de 2018 para decidir o que fazer. A VW terá de pagar multas caso 85% dos veículos afetados não tenham sido devolvidos ou reparados até junho de 2019.

Os veículos envolvidos e­mitem até 40 vezes mais poluentes do que os níveis permitidos por lei.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*