Esportes, Paulistão

Volta de Borja ao time titular do Palmeiras ainda é mistério

O atacante Miguel Borja está de volta ao Palmeiras, mas não necessariamente ao time titular. Após servir à seleção colombiana em amistosos e ficar afastado por três partidas, o camisa 9 foi tratado como dúvida pelo técnico Roger Machado para o primeiro jogo da final do Campeonato Paulista, contra o Corinthians, amanhã (31).

“Vi os 45 minutos dele (no empate da Colômbia com a Austrália, quando o atacante perdeu um pênalti). Atuou bem”, analisou o técnico.
Durante sua ausência, Borja foi substituído por Keno. Willian, que joga pelos lados, passou a atuar como falso 9.

Roger aprovou o desempenho do camisa 11 e do camisa 29 nessas partidas. “O ataque sem ele (Borja) funcionou, dá característica diferente ao jogo”, destacou o comandante.

Na atividade de ontem, na Academia de Futebol, o Palmeiras só liberou o aquecimento dos jogadores para a imprensa. Foi possível ver, porém, um papo entre Borja e Roger Machado no campo.

Pode ser um indício de que o treinador pretende colocar o artilheiro da equipe na temporada, com sete gols, entre os 11 que iniciarão o Dérbi, no Itaquerão.

Apelo

O presidente do Palmeiras, Maurício Galiotte, pediu ontem ao Tribunal de Justiça Desportiva (TJD) que não interfira na decisão do Paulista. Na terça-feira, o tribunal vai julgar o goleiro Jailson.

O goleiro já cumpriu dois dos três jogos da pena recebida por causa da expulsão na partida contra o Corinthians, quando cometeu pênalti em Renê Júnior. O camisa 42 também disse, ao final do jogo, que “passaram a mão no Palmeiras”.

O clube obteve efeito suspensivo que permitiu ao go­leiro enfrentar o Santos na semifinal. Se a pena for mantida, Jailson perderá o 2º jogo da final.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe eu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*