Diadema, Minha Cidade, Sua região

Violência e abuso infantil são temas de evento para crianças em Diadema

Atividades são para lembrar o Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual contra Criança e Adolescentes. Foto: Thiago Benedetti/PMDPreparar o público infantil e adolescente para saber a diferença entre um toque permitido e o que é abusivo, além de orientar sobre a quem recorrer e os serviços que podem auxiliar nesta e outras situações de violência foram alguns dos objetivos do evento “Faça bonito – Proteja nossas crianças e adolescentes”, realizado nesta terça-feira (2), no Teatro Clara Nunes, região central de Diadema. As atividades são para lembrar o Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual contra Criança e Adolescentes, celebrado em 18 de maio.

Em duas edições, uma pela manhã e outra à tarde, o evento contou com um público de mais de 400 alunos da rede municipal. Durante a contação de história do livro Pipo e Fifi, de autoria de Caroline Arcari e Isabela Santos, os personagens – um menino e uma menina – explicam os conceitos básicos sobre o corpo, sentimentos, convivência e trocas afetivas. Os personagens ainda mostram caminhos como diálogo e uma rede de proteção e apoio para evitar e agir em situações de risco.

As informações são reforçadas no teatro, promovido pelo Centro Regional de Atenção aos Maus Tratos na Infância (Crami), e pela gincana, ao final da peça. “Este é um mês de mobilização da sociedade e é importante orientar as crianças de forma lúdica”, lembrou a secretária de Assistência Social e Cidadania de Diadema, Caroline Rocha.

“O Creas recebe os casos e referencia para o Crami e ou outros serviços da cidade. Este evento é uma das estratégias de trabalhar o tema. Também vamos abordar a questão dos direitos e trabalho infantil, em outros momentos com os professores”, explicou a assistente social e coordenadora do Centro de Referência Especializado em Assistência Social (Creas), Tânia Machado Aires.

O município possui um protocolo de atendimento a essas situações, que inclui o acompanhamento tanto pela Unidade Básica de Saúde (UBS) como pelo Creas.

Para quem presenciar ou souber de alguma situação de violência, negação de direitos, abuso ou exploração infantil, pode denunciar por telefone, nos conselhos tutelares de Diadema ou para a polícia.

Serviço:

Conselho Tutelar I

Avenida Antonio Sylvio Cunha Bueno, 1.052 – Inamar.

Tel.: 4059 0569.

Conselho Tutelar II

Rua Oriente Monti, 201 – Centro.

Tel.: 4053 8005.

Conselho Tutelar III

Rua Guaricica, 45 – Vila São José.

Centro Regional de Atenção aos Maus Tratos na Infância (CRAMI)

Rua São Francisco de Assis, 366 – Centro.

Disque Denúncia – Abuso e Exploração Infantil

Disque 100.

Rede de Atenção à Criança e Adolescente de Diadema (RECAD)

Rua Oriente Monti, 201 – Centro.

Tel.: 4053 8002 ou 4053 8004.

Atendimento de segunda à sexta-feira, das 8h às 17h.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*