Curiosidades, Editorias, Notícias

Vídeo de ex-pacientes de unidade intensiva emociona profissionais de saúde

Um vídeo com depoimentos e a chegada surpresa de pacientes que venceram graves doenças cardíacas em seus momentos mais críticos, atendidos na REC (Recuperação Cardiológica) da Santa Casa de Marília, emocionou profissionais do hospital e está repercutindo nas redes sociais.

A gravação foi exibida após palestra da Equipe de Referência e Apoio Matricial REC e virou material de conscientização sobre a Humanização Hospitalar.

A iniciativa dos pacientes teve apoio técnico do serviço de enfermagem e reuniu histórias como a do aposentado Antônio Sepúlveda, 69 anos, (foto acima) que descobriu a doença cardíaca tardiamente e chegou em estado grave ao hospital.

Na época em que recebeu os cuidados na REC, unidade especializada para pacientes submetidos a cirurgia cardíaca ou angioplastia, o aposentado disse aos funcionários que voltaria ao hospital tocando saxofone. Na noite da apresentação ele cumpriu sua palavra, ao lado de familiares, e emocionou os profissionais de saúde.

Foto: Divulgação

O vídeo também conta histórias como a do fotógrafo Hamilton França (foto), da estudante Nayara, da advogada Lúcia e da administradora Juliana, que aos 40 anos sofreu uma dissecção de coronária extensa, uma das complicações mais graves  da cardiologia. Todos relataram o cuidado e a atenção recebida no hospital.

A apresentação do vídeo e chegada surpresa dos ex-pacientes, no auditório onde ocorria o evento, ilustraram uma palestra sobre humanização hospitalar ministrada pela enfermeira e psicóloga Flávia Cristina Castilho Carácio, com o tema “Humanização Hospitalar”.

O diretor de Gestão e Desenvolvimento Institucional da Santa Casa de Marília, Márcio Mielo, destacou os resultados crescentes do serviço assistencial. O avanço, entre outros fatores, se deve ao trabalho da Equipe de Referência e Apoio Matricial que atua na REC, de forma intersetorial, integrada às demais áreas e atenta a todas as necessidades dos pacientes.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*