Esportes, Outros Esportes

Verstappen vence último GP do ano, e Mercedes supera Ferrari no Mundial de Construtores

Apesar do vice-campeonato, Mercedes encerrou seu primeiro ano sem vitórias desde 2011; corrida teve Leclerc e Russell no pódio

O resultado do Grande Prêmio de Abu Dabi, última etapa da temporada 2023 da Fórmula 1, não foi surpresa: o tricampeão Max Verstappen confirmou sua 54ª vitória da carreira. A grande emoção da prova nos Emirados Árabes Unidos foi a definição da segunda posição do Mundial de Construtores, conquistada pela Mercedes, que somou 409 pontos, contra 406 da Ferrari.

Com grande impacto financeiro para o planejamento das equipes na próxima temporada, a Mercedes conseguiu o vice-campeonato no Mundial de Construtores graças ao terceiro lugar de George Russell na prova. O segundo lugar foi de Charles Leclerc, mas não suficiente para confirmar o vice para a Ferrari. A Mercedes fecha o ano sem vencer pela primeira vez desde 2011.

Sergio Perez cruzou a linha de chegada na segunda posição, mas uma punição de cinco segundos mandou o piloto da Red Bull e vice-líder da temporada à quarta posição. Para completar a combinação de pontos da Mercedes, Lewis Hamilton terminou a corrida em nono, garantindo mais dois pontos.

A diferença de posição no Mundial de Construtores significará cerca de US$ 10 milhões de premiação para a Mercedes. “Tem muita gente na fábrica trabalhando duro para isso. Foi um ano desafiador, com muitas emoções. Também quero elogiar o Leclerc por ter jogado limpo comigo na corrida. Estou muito feliz por segurar o segundo lugar para a equipe”, celebrou Russell.

A maioria dos pilotos veio para a corrida com pneus médios, com exceção de Stroll, Sainz e Bottas, que começaram com compostos duros. Mais tarde, praticamente todos pilotos foram para os boxes e colocaram pneus duros. Verstappen e Leclerc se destacaram na largada e mantiveram bem as posições da frente, e as primeiras voltas tiveram uma disputa intensa por diversas posições.

Norris e Piastri inverteram as posições da McLaren, e o britânico começou a travar boa briga com Russell pela terceira posição. Hamilton ganhou posições importantes para a Mercedes na disputa com a Ferrari.

Sergio Perez recebeu uma punição de cinco segundos por causar incidente com Norris. Em terceiro, o mexicano passou a precisar abrir cinco segundos de vantagem para Russell para se manter no pódio. Em segundo, Leclerc ainda deixou Perez ultrapassá-lo para ver se o piloto da Red Bull tirava a diferença de cinco segundos para a Mercedes de Russell, o que não aconteceu.

RESULTADO DO GP DE ABU DABI

1º – Max Verstappen (HOL/Red Bull), 1h27min02s624

2º – Charles Leclerc (MON/Ferrari), a 17s993

3º – George Russell (ING/Mercedes), a 20s328

4º – Sergio Pérez (MEX/Red Bull), a 21s453

5º – Lando Norris (ING/McLaren), a 24s284

6º – Oscar Piastri (AUS/McLaren), a 31s487

7º – Fernando Alonso (ESP/Aston Martin), a 39s512

8º – Yuki Tsunoda (JAP/AlphaTauri), a 43s088

9º – Lewis Hamilton (ING/Mercedes), a 44s424

10º – Lance Stroll (CAN/Aston Martin), a 55s632

11º – Daniel Ricciardo (AUS/AlphaTauri), a 56s229

12º – Esteban Ocon (FRA/Alpine), a 66s373

13º – Pierre Gasly (FRA/Alpine), a 70s360

14º – Alexander Albon (TAI/Williams), a 73s184

15º – Nico Hulkenberg (ALE/Haas), a 83s696

16º – Logan Sargeant (EUA/Williams), a 87s791

17º – Zhou Guanyu (CHI/Alfa Romeo), a 89s422

18º – Carlos Sainz (ESP/Ferrari), abandono

19º – Valtteri Bottas (FIN/Alfa Romeo), a 1 volta

20º – Kevin Magnussen (DIN/Haas), a 1 volta

Print Friendly, PDF & Email

Deixe eu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*