Editorias, Notícias, Veículos

Versão Exclusive é a que melhor expressa a evolução da nova geração do Nissan Versa

Versão Exclusive é a que melhor expressa a evolução da nova geração do Nissan Versa
Frente é marcada pela grade V-motion, ca­racterística dos recentes mode­los da marca, enquanto a traseira perdeu o visual controverso da geração anterior. Foto: Luiza Kreitlon/AutoMotrix

LUIZ HUMBERTO MONTEIRO PEREIRA
AutoMotrix

Até meados do ano passado, o Nissan Versa enfrentava uma contradição. Era um dos carros mais vendidos da Nissan no Brasil, mas o visual controverso e datado, principalmente na traseira, causava alguns “narizes torcidos” até entre os concessio­nários da marca. O antigo mo­delo continua a ser produzido na cidade fluminense de Resende, mas mudou de nome – passou a se chamar Versa V-Drive – e foi remanejado para a função de sedã de entrada da linha. De outubro para cá, a nova geração do Versa passou a ser importada de Aguascalientes, no México. Com sua estética mais contemporânea e harmônica, além de trazer aprimoramentos tecnológicos, o sedã compacto ga­nhou “moral” para encarar rivais bem equi­pa­dos, co­mo GM Onix Plus, Volks­­wagen Virtus, Fiat Cronos e Honda City. A versão top de linha Exclusive, que agrega todas as novidades da linha, funciona como o melhor “cartão de visitas” do novo Versa.

Na nova geração, o sedã ficou sutilmente mais baixo, mais largo e mais longo, ao mesmo tempo em que preservou o interior espaçoso da versão anterior. Dentro do conceito estético que a Nissan chama de “geometria emocional”, a frente é marcada pela vistosa grade V-motion, ca­racterística dos recentes mode­los da marca, e pelos faróis em LED de alta potência em forma de asa. Na traseira, as lanternas em LED têm desenho em ponta de flecha, e o teto adota estilo “flutuante”, acentuando a silhu­eta aerodinâmica, com fluidez que remete aos cupês. Os espe­lhos externos têm a cor da carroceria e incorporam luzes de seta.

Sob o capô, o motor é o mesmo do SUV Kicks, um 1.6 de quatro cilindros flex de 114 cavalos e 15,5 kgfm. O câmbio Xtronic CVT da versão Exclusive também vem do utilitário.

Por dentro, o painel de ins­trumentos em forma de asa am­plia a sensação de espaço. Na versão Exclusive, muitos revestimentos são agradáveis ao toque e as inserções de materiais em dois tons nas portas e nos bancos dão mais requinte ao sedã. São mais de 20 compartimentos para acomodar diferentes objetos. O porta-malas acomoda até 482 litros de carga, 22 litros a mais do que na geração anterior.

O sistema multimídia Nissan Connect, disponível de série a partir da configuração Advance, tem tela sensível ao toque de sete polegadas, espelha os aplicativos Android Auto e Apple CarPlay, e tem assistência de voz para ler mensagens e as atualizações de software e do aplicativo do GPS. É possível fazer a conexão simultânea de dois equipamentos, via Bluetooth, com o uso de um deles para a condução com as mãos livres e, de outro, para ouvir o aplicativo de música por streaming, por exemplo.

O Versa vem equipado de sé­rie desde a versão de entrada com seis airbags, controles de estabilidade e tração, auxílio de partida em rampa, chave presencial com botão de ignição e sistema Isofix para fixação de cadeiras infantis.

Entre os itens mais sofisti­cados reservados à versão top de linha Exclusive estão aca­bamento premium nos bancos, ar-condicionado automático di­gi­tal, apoio de braço central tra­sei­ro, volante com revestimen­to agra­dável ao toque, antena estilo barbatana de tubarão, faróis em LED, rodas de alumínio aro 17 com acabamento usinado, alerta de colisão frontal com assistente de frenagem, Visão 360 Graus Inteligente com imagem integrada à tela do rádio, detector de objetos em movimento, alerta de tráfego cruzado traseiro, monitoramento de ponto cego, espelho com aquecimento e GPS integrado, raridade no segmento.

O Versa Exclusive conta ain­da com acabamento em duas cores no interior: painel e deta­lhes dos bancos em cinza com o restante em preto (como no carro testado), ou totalmente preto no painel e detalhes dos bancos com cinza. A versão top de linha tem preço sugerido de R$ 103.490 com frete incluso (preço válido para todo território nacional, exceto para o Estado de São Paulo, onde houve aumento na alíquota do ICMS). O valor vale para as cores Branco Aspen e Preto Premium. Qualquer outra cor (como a Vermelho Scarlet, a do carro avaliado), acrescenta R$ 1.450 à fatura.

 

Conforto com privilégios

Em comparação com a geração anterior, é fácil de notar que o novo Versa está mais agradável de dirigir e transmite sensações de consistência e de estabilidade inatingíveis pelo an­­tecessor (atu­almente denomi­nado V-Drive). Apesar de o sedã compartilhar o conjunto motor-câmbio com o Kicks, oferece de­sempenho dinâmico mais inte­ressante. A explicação é simples: como o sedã é em média 40 kg mais leve do que o SUV em ver­sões de acabamento equivalentes, além de ser mais baixo e ter melhor aerodinâmica, o motor 1.6 16V confere ao Versa comportamento mais ágil e equi­li­brado nas curvas mais rápidas.

O CVT se entende bem com o motor e a transmissão tem o modo Sport – acionado por um botão no câmbio, eleva as rotações para proporcionar respostas mais rápidas. Não há trocas manuais de marcha, mas a si­mu­lação das mudanças em altas rotações tira um pouco daquela sensação tediosa de giro cons­tante dos CVTs antigos. O nível de ruído é até comedido para esse tipo de transmissão.

Se o conjunto mecânico é correto, apesar de não oferecer a exuberância de torque e potência dos rivais com turbocompressor, um inegável destaque do novo Versa é a suspensão. Segundo a Nissan, molas e amor­tecedores foram revistos, De fato, o Versa tornou-se muito bem resolvido em relação a ruídos e vibrações e ostenta conforto de rodagem digno dos bons sedãs médios A Nissan deu ao sedã um conjunto suspensivo que equilibra conforto e capacidade de absorção de impactos sem afetar a dirigibilidade. O fim de curso dos amor­tecedores demora a aparecer e a carroceria não aderna excessivamente nas curvas fechadas.

A direção elétrica é leve nas manobras de estacionamento e tem a consistência adequada em velocidades mais altas. O isolamento acústico é bem superior ao do antigo Versa.

Na configuração Exclusive, a segurança é otimizada por conta do Nissan Intelligent Safety Shield, composto por sistemas integrados que ajudam a monitorar o movimento no entorno e responder a ações inesperadas. O alerta de colisão frontal detecta objetos e avisa ao moto­rista no painel. Caso o condutor não acione o freio, o assistente inteligente de frenagem atua para brecar o carro. O alerta de tráfego cruzado traseiro previne colisões e atropelamentos involuntários nas manobras de ré, pois emite sinais quando da aproximação de outro veículo.

A BORDO

Na versão Exclusive do Versa, as superfícies acolchoadas no painel e as costuras aparentes de alto padrão denotam qualidade. O espaço interno continua amplo e se equipara ao de alguns sedãs médios, mas o conforto para o quinto ocupante é prejudicado pelo túnel central e pelo ressalto para o apoio de braço no encosto. A coluna de direção tem regulagem em altura e distância. Os bancos da linha Gravidade Zero têm anatomia correta e são bastante confortáveis em viagens.

A partida é dada por comando no console e pode-se entrar e sair do carro sem o uso da chave. Porém, a característica mais sedutora da versão top de linha do novo Versa fica por conta das imagens geradas pelas quatro câmeras localizadas na frente, na traseira e nas laterais do sistema de Visão 360 Graus Inteligente. O sistema fornece total visibilidade do entorno, como se o carro estivesse sendo filmado de cima. Parece imagem de game.

Também herdado do Kicks, o painel de instrumentos em TFT com display colorido traz mostradores configuráveis e oferece informações como as dos alertas de colisão frontal com assistente de frenagem, do detector de objetos em movimento, do monitoramento de ponto ce­go, dos sensores de estaciona­mento, de afivelamento dos cin­tos de segurança traseiros e configurações gerais do veículo. As telas ainda atualizam sobre objetos esquecidos no banco traseiro e dados do tacômetro, temperatura externa, GPS, áudio e telefone conectado.

Ainda no painel em TFT é possível ver as direções indicadas pelo GPS sem precisar des­viar o olhar para a tela do multimídia. As duas tomadas USB dedicadas aos passageiros de trás são uma boa ideia, mas a ausência de iluminação nos espelhos dos para-sois e porta-luvas poderia ser revista.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*