Economia, Notícias

Vendas de veículos em outubro são as maiores desde dezembro de 2014

Vendas de veículos em outubro são as maiores desde dezembro de 2014O mercado automotivo bra­sileiro confirmou o bom mo­mento e registrou, no mês passado, o melhor desempenho desde dezembro de 2014.

Em outubro foram empla­cados 254,7 mil carros, comerciais leves, caminhões e ôni­bus, segundo dados di­vul­­­ga­dos ontem (1º) pela Fe­­­de­ração Nacional da Dis­tri­­buição de Veículos Automotores (Fenabrave), que re­pre­senta as concessioná­rias.

O total é 25,6% superior ao apurado em setembro do ano passado e o melhor resultado desde as 370 mil unidades vendidas no último mês de 2014.

O dado dá continuidade ao movimento de recuperação no setor, que levou tanto a Fena­brave quanto a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) a elevar para cima, em setembro, as projeções de vendas para o encerramento deste ano.

O presidente da Fenabra­ve, Alarico Assumpção Jú­nior, disse que, mesmo sob o clima de incerteza gerado pelas elei­ções, o mercado reagiu positivamente. Prova dis­so é que a média diária de emplacamentos cresceu 3,11%, de 11.228 unidades em setembro (19 dias) para 11.578 em outubro (22 dias).

“O mercado manteve a ten­dência positiva de crescimento, mesmo diante do ce­nário conturbado do período”, afirmou Assumpção Júnior.

O melhor mês do ano até agora havia sido o de agosto, com 248,6 mil licenciamentos de automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus.

No acumulado do ano até outubro, os quatro segmentos cresceram juntos 15,3%, para 2,101 mi­lhões de unidades vendidas, ante 1,823 milhão no mesmo período de 2017.

SETORES

No corte por segmentos, o de caminhões e ônibus registrou o melhor resultado de ou­tubro, com crescimento de 60,5% nas vendas contra igual mês do ano passado, pa­ra quase 10 mil unidades.

No acumulado até outubro, o setor de pesados re­gistra 76,4 mil unidades emplacadas, alta de 45,7% em relação ao apurado no mesmo período no ano passado.

O segmento de automóveis e comerciais leves, por sua vez, teve 244,7 mil unidades vendidas em setembro, expan­são de 24,5% sobre o apurado no mesmo mês de 2017. De janeiro a outubro, o to­tal de emplacamentos cresceu 14,4% em comparação ao mesmo pe­­ríodo do ano passado, para 2,024 milhões de unidades.

Especialistas do setor apon­tam que há demanda reprimida no mercado, motivada pelo envelhecimento da frota circulante durante a fase mais agora da crise econômica.

 

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*