Economia, Notícias

Vendas de veículos caem 17,2% em outubro, mas média diária sugere reação

Ainda sob o efeito da alta continuada do desemprego e do crédito restrito por parte das instituições financeiras, o mercado de veículos voltou a registrar queda nas vendas em setembro.

Segundo a Federação Nacional de Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), a venda de veículos novos no Brasil teve queda de 0,57% em outubro ante setembro, para 159.049 unidades – dado que considera automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus.

Outubro, porém, contou com um dia útil a menos (20, contra 21 em setembro). Assim, na média diária, houve crescimento de 4,4% nas vendas, para 7,9 mil unidades.

Na comparação com outubro do ano passado, a retração do mercado é mais intensa, de 17,22%. Porém, como outubro de 2015 também teve 21 dias úteis, a média diária tem recuo menor (-13,1%).

No acumulado do ano, a queda é de 22,3%. Entre janeiro e outubro foram vendidas 1,66 milhão de unidades, contra 2,14 milhões em igual período de 2015.

Setores

O resultado foi puxado, principalmente, pelo desempenho das vendas de carros e comerciais leves. Em outubro foram vendidas 154.875 unidades, apenas 100 a menos do que em setembro, mas 16,4% abaixo do comercializado em igual mês de 2015.

No segmento de caminhões e ônibus foram emplacadas 4.174 unidades em outubro, 16,2% a menos do que em setembro (4.982) e 39,3% abaixo de outubro de 2015. No acumulado do ano (53.980), o recuo é de 31,8%.

Projeção

No mês passado, a Fenabrave revisou, mais uma vez, as projeções para este ano.

No novo estudo de projeções da entidade, os segmentos de automóveis e comerciais leves terão queda de 19,5%. Para caminhões, as perspectivas atuais são de redução de 28,5% nos emplacamentos e, para ônibus, de retração de 23%.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*