Esportes, Futebol

Velório coletivo das vítimas será realizado amanhã na Arena Condá, em Chapecó

O presidente em exercício da Chapecoense, Ivan Tozzo, afirmou ontem (1º) que os corpos das vítimas chegarão a Chapecó (SC) na madrugada de amanhã.

O velório coletivo começará a partir das 8h de sábado e deve durar não mais que oito horas. O traslado dos corpos e os embalsamentos atrasaram os planos iniciais, de realizar o velório hoje.

Translado será feito na madrugada de amanhã. Foto: Juan Antonio Sánchez/Fotoarena/FolhapressA Arena Condá deve receber 51 corpos, entre jogadores, membros da delegação e da imprensa que estavam no voo. Um levantamento preliminar do clube indica que 16 corpos ficarão em Chapecó para serem enterrados lá.

Outros serão velados e enterrados em suas cidades, se assim as famílias desejarem.

O estádio já está recebendo preparativos. Quando os corpos chegarem à instalação, um período de até uma hora será reservado aos familiares.

As urnas, fechadas, serão postas sob tendas e haverá cadeiras no gramado para famílias. Espera-se que cem mil pessoas compareçam à cerimônia.

Os torcedores acompanharão o velório da arquibancada. Dois telões serão colocados do lado de fora do local.

Segundo a assessoria de imprensa da Chapecoense, se o presidente Michel Temer for a Chapecó para o velório não comparecerá ao estádio – deve ficar só no aeroporto. Ontem, cerca de 20 seguranças presidenciais fizeram o reconhecimento de parte da arena.

O trabalho de identificação dos corpos pelo Instituto Médico Legal (IML) de Medellín terminou ontem. Dois aviões da Força Aérea Brasileira (FAB) farão o translado até Chapecó.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*