Economia, Notícias

Vale perde R$ 71 bilhões na bolsa e governo fala até em afastar a direção da empresa

Vale perde R$ 71 bilhões na bolsa e governo fala até em afastar a direção da empresa
Tragédia em Brumadinho castigou a Vale na Bolsa. Foto: Isac Nóbrega/PR

No primeiro dia de mercado financeiro aberto após a tragédia de Brumadinho (MG), a Vale foi fortemente castigada na Bolsa. As ações da mineradora fecharam em queda de 24,5%, e a companhia perdeu R$ 71 bilhões em valor de mercado, de R$ 289,7 bilhões na quinta-feira para R$ 218,7 bi­lhões ontem (28). Porém, a pressão sobre a empresa não veio só do mercado financeiro. Cresce cada vez mais o cerco sobre a mineradora, com praticamente toda a sociedade co­brando punição exemplar.

O presidente da República em exercício, Hamilton Mou­rão, disse que o gabinete de crise montado pelo governo pa­ra lidar com a situação estuda até a possibilidade de afastar a direção da empresa. “Essa questão da diretoria da Vale es­tá sendo estudada pelo grupo de crise”, afirmou. Mourão defendeu punição rigorosa aos culpados, até mesmo criminalmente.

A procuradora-geral da Re­pública, Raquel Dodge, também pediu punição dura. “É preciso responsabilizar severamente, do ponto de vista indenizatório, a empresa que deu causa a esse desastre e promover também a punição penal”, afirmou.

O governo, porém, não tem poder para destituir diretores na empresa, mesmo tendo a “golden share” (ação especial que dá direito a, por exemplo, vetar alterações no nome ou mudança de sede da empresa). A decisão teria de ser tomada pelos acionistas Previ (fundo de pensão do Banco do Brasil), Bradespar (braço de investimentos do Bradesco) e Mitsui.

No lado financeiro, a Vale já teve bloqueados R$ 12 bilhões de seu caixa para garantir o pagamento de indenizações.

 

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*