Diadema, Política-ABC, Sua região

Vaguinho é nomeado na Alesp e projeta crescimento do PRB

Vaguinho: “O PRB é o partido que mais vem crescendo no Brasil”. Foto: Eberly LaurindoO ex-vereador e candidato derrotado a prefeito de Diadema, Wagner Feitoza, o Vaguinho (PRB), foi nomeado no mês passado como assessor especial parlamentar da liderança do PRB na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo. Com um salário de R$ 14.365,58 (de acordo com o portal da transparência da Alesp), a função de Vaguinho é auxiliar no trabalho parlamentar dos quatro deputados do partido e fazer a interlocução com os diretórios nas cidades da região.

Segundo Vaguinho, a meta do PRB é dobrar o número de deputados estaduais e passar dos atuais oito deputados federais para 12 na eleição de 2018. “O PRB é o partido que mais vem crescendo no Brasil. A minha candidatura, em 2016, foi a segunda com mais votos no Estado de São Paulo, perdendo apenas para a candidatura do Celso Russomano, que disputou a Prefeitura da Capital”, destacou.

O partido deve lançar candidatos a deputado estadual e federal da região, com o objetivo de eleger ao menos um de cada cidade no ABC. Nomes como do vereador de Santo André Roberto Rautengerg e de São Bernardo, Rafael Demarchi, além do próprio Vaguinho, estão entre os cotados para ser lançados como candidatos. “Em 2014, tivemos candidato próprio para a Alesp na região e fizemos coligação para a vaga na Câmara Federal. Ainda é cedo para falar sobre isso, mas a tendência é que os dois candidatos sejam do PRB”, pontuou o assessor.

O trabalho na Capital Paulista não atrapalha, na visão do republicano, sua relação com o eleitorado em Diadema e no ABC. “Estou perto. São cerca de 30 minutos apenas. Como assessor parlamentar tem dias que estou na Assembleia, tem dias que vou estar nas cidades, especialmente em Diadema”, afirmou. Vaguinho teve 83.362 votos no segundo turno e foi derrotado pelo prefeito reeleito, Lauro Michels (PV).

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*