Esportes, Futebol

Vaga extra na Libertadores sairá do Brasileirão

Flores: “vamos mexer o mínimo possível no calendário”. Foto: Arquivo

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) anunciou ontem (29) que a mudança na estrutura da Libertadores tornará a Copa do Brasil mais curta e que o Brasileirão deve contar com um G5, em razão de possível vaga extra do país na competição continental.

Com o acréscimo da vaga, os times do meio da tabela do Nacional ganham alento para tentar disputar o principal torneio sul-americano em 2017, casos de Grêmio, Ponte Preta, Botafogo, Chapecoense e até do São Paulo.

O aumento de uma vaga para o país na Libertadores será decidido no domingo, quando o Comitê Executivo da Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) vai se reunir para aprovar as mudanças apresentadas em re­união na última terça-feira.

Em entrevista coletiva no Rio, Manoel Flores, diretor de competições da entidade, afirmou que a Copa do Brasil será realizada em menos semanas, mas manterá o mesmo número de datas do formato atual.

“Ainda estamos estudando. Vamos mexer o mínimo possível no calendário de 2017 e manter as premissas do comitê de reformas sobre o calendário: férias, pré-temporada, eliminatórias”, disse.

O encontro de domingo é o entrave para divulgação da revisão do calendário do futebol brasileiro de 2017, que havia sido divulgado em julho.

“Se essa vaga ocorrer, seria o G5, sim. Não será um convite, mas uma decisão técnica. A Conmebol fez questão de deixar isso claro: seria uma vaga para a principal competição nacional. No nosso caso, o Campeonato Brasileiro”, afirmou o dirigente.

Outra mudança será a possível participação simultânea de um clube na Copa do Brasil e na Sul-Americana, o que é incompatível no atual formato dos torneios.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*