Editorias, Notícias, Saúde e Beleza

Vacinação contra a gripe começa na segunda; professores são incluídos na campanha

Entre os grupos prioritários, receberão a dose da vacina pessoas com 60 anos ou mais. Foto: Beto Garavello/PSANa próxima segunda-feira (17) começa a campanha de vacinação contra a gripe (Influenza) para os grupos prioritários da população. Nesta campanha, além de indivíduos com 60 anos ou mais de idade, serão vacinadas crianças na faixa etária de 6 meses a 5 anos de idade, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), povos indígenas, portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais.

Também serão incluídos para a vacinação, neste ano, os professores das escolas públicas e privadas, após recomendação do governo federal. A campanha deste ano vai até o dia 19 de maio e será feita em etapas para melhor atender os grupos.

Neste ano, o público-alvo representará aproximadamente 60 milhões de pessoas em todo o Brasil. A meta é vacinar, pelo menos, 90% dos grupos elegíveis para a vacinação. Em 2016, foram imunizadas 204.473 pessoas, porém a expectativa é que esse número aumente com a inclusão dos educadores no público-alvo.

Ao procurar uma unidade de saúde, é importante levar a carteira de vacinação para o registro. No caso dos pacientes com doenças crônicas, é indispensável levar a prescrição médica especificando o motivo da indicação da vacina, que deverá ser apresentada no ato da vacinação.

Pacientes que fazem parte de programas de controle das doenças crônicas do Sistema Único de Saúde (SUS) devem ir aos postos onde já estão cadastrados para receberem a vacina. Caso o local onde regularmente são atendidos não tenha um posto de vacinação, devem buscar a prescrição médica na próxima consulta que estiver agendada, visando garantir esse documento com antecedência, para evitar filas na hora da vacinação.

Pacientes que são atendidos na rede privada ou conveniada, também devem buscar a prescrição médica com antecedência, junto ao seu médico assistente, devendo apresentá-la na unidade durante a realização da campanha.

Além disso, os trabalhadores dos serviços de saúde (público, conveniados e privados), dos diferentes níveis de complexidade que prestam atendimento nos casos de infecções respiratórias, também serão imunizados. Este grupo começou a ser vacinado no dia 10 deste mês por conta da exposição maior que sofrem a várias doenças.

O período para a realização foi escolhido por anteceder o inverno, época onde a doença tem maior incidência. As doses do Ministério da Saúde são repassadas aos municípios pelo governo do Estado gradativamente.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*