Editorias, Notícias, Turismo

Turismo propõe parceria para abrir museus em estádios brasileiros

Foto: Roberto Castro/MTur

Que o Brasil é o país do futebol ninguém tem dúvida. Por isso, aliar a paixão nacional com o turismo foi a proposta levada pelo ministro Marx Beltrão ao presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Marco Polo del Nero, nesta terça-feira (24), na sede da entidade.

Marx Beltrão visitou na última semana o estádio do Real Madri, Santiago Bernabéu, que atualmente é a atração turística que mais fatura na capital espanhola. Em 2016, foram € 16 milhões. A cifra é maior que a arrecadada por museus mundialmente conhecidos, como o Prado e Reina Sofia. De lá, o ministro do Turismo trouxe a ideia de utilizar os estádios construídos ou reformados para a Copa do Mundo como palco para exposições a respeito da história do futebol brasileiro, seus clubes e conquistas.

“Estamos no pais do futebol. Por isso, nada mais justo que trabalhar os estádios turisticamente, atraindo visitantes do país e de todo o mundo para conhecer mais a fundo nosso futebol. Acredito que temos um potencial enorme a ser explorado neste campo”, afirmou Marx Beltrão. A proposta do Turismo é, por meio de uma parceria com a CBF, governo dos estados e a iniciativa privada, estruturar os estádios não só com museus, mas também com restaurantes e lojas para servir aos turistas.

O presidente da CBF apoiou a ideia e citou o Maracanã, palco de tantos jogos importantes, como um ponto de partida para o projeto. “O Rio de Janeiro poderia servir como um projeto piloto, que depois seria replicado para outros estados”, sugeriu.

Após a conversa, Del Nero convidou o ministro do Turismo para conhecer o Museu da Seleção Brasileira, sediado no mesmo local. “Estou impressionado com o que vi aqui. Esse museu não perde para nenhum do mundo, precisamos incentivar o trade para incluir esse espaço nos roteiros turísticos do Rio”, disse Beltrão.

 

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*