Editorias, Mundo, Notícias

Trump cancela reunião com o ‘New York Times’ e reclama de cobertura

Trump havia solicitado a reunião com executivos da publicação. Foto: ArquivoO presidente eleito dos EUA, Donald Trump, cancelou abruptamente reunião que ocorreria ontem (22) com representantes do jornal “New York Times”. Trump havia solicitado a reunião com executivos da publicação e também concordou em se reunir com repórteres e colunistas. No Twitter, porém, Trump afirmou na manhã de ontem que os “termos e condições” do encontro foram alterados no último minuto -alegação que o “Times” rechaça.

O movimento ilustra o relacionamento complicado do presidente eleito com órgãos de imprensa. Em um dos tweets, o magnata escreveu que “talvez uma nova reunião possa ser marcada com o @nytimes. Enquanto isso, eles continuam a me cobrir de forma imprecisa e com um tom desagradável”.

Uma notícia estampada na primeira página no “New York Times” nesta terça-feira questionou se os negócios da Trump desafiarão uma disposição da Constituição dos EUA que impede os detentores de cargos públicos de aceitar certos presentes e lucros de governos estrangeiros.

O jornal norte-americano também já fez diversas reportagens sobre os inúmeros conflitos de interesse que a administração Trump pode ter.

Uma porta-voz do “Times” disse que o jornal soube do cancelamento da entrevista pelos tweets de Trump. Segundo a porta-voz Eileen Murphy, Trump tentou mudar as condições do encontro na segunda, pedindo que não fosse registrado, mas o jornal se recusou.

Eileen Murphy disse depois que o dois lados concordaram com uma reunião privada pequena e uma maior, com registros, envolvendo repórteres e colunistas.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*