Diadema, Minha Cidade, Sua região

Tráfego de caminhões em rua de escola de Diadema traz insegurança aos pais

Mesmo com placa proibindo, tanque de caminhão estaciona ao lado da escola. Foto: Eberly LaurindoNão são apenas os casos recorrentes de furto de fios e equipamentos na Escola Estadual Prof. Aldemir de Souza Castro, no bairro Casa Grande, em Diadema, que tem preocupado os pais. A unidade escolar fica na avenida Dona Ruyce Ferraz Alvim, próximo a um trecho muito íngreme e de uma distribuidora de água. “Os caminhões passam aqui sempre muito pesados e já houve diversas batidas, inclusive no muro da escola em frente”, relatou o pai de um aluno do 3º ano, Manoel Lourenço.

A reportagem esteve no local no dia 13 e em apenas 20 minutos presenciou dois incidentes com caminhões que tiveram dificuldades em subir a via e por pouco não bateram em outros veículos.

“Nos horários de entrada e saída dos alunos o tráfego é muito intenso e não tem nenhum funcionário da Secretaria de Trânsito para organizar e monitorar”, completou Manoel Lourenço.

Outra preocupação dos pais está nos tanques de caminhões pipas que ficam estacionados na Rua Cândido Portinari, bem ao lado das salas de aula. “Aqui é uma descida. Nosso medo é que um desses tanques caia sobre as salas e será uma grande tragédia”, relatou a mãe de uma estudante do 3º ano, Cintia de Lucena. Ao lado do tanque, existe uma placa de trânsito que proíbe a parada de ônibus e caminhões.

Em nota, a Secretaria de Transportes de Diadema informou que enviará uma viatura do Departamento de Trânsito ao local hoje (16) para avaliar a situação. Em relação ao caso do caminhão de transporte, caso seja constatada infração de trânsito, o veículo será autuado e removido.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*