Economia, Notícias

Toyota vai retomar na segunda produção na fábrica de São Bernardo

Toyota vai retomar na segunda produção na fábrica de São Bernardo
Toyota interrompeu a produção em 24 de março devido à pandemia do novo coronavírus. Foto: divulgação/Toyota

A Toyota vai retomar na pró­­­xima segunda-feira (22) a produção na fábrica de São Bernardo, interrompida desde 24 de março devido à pandemia do novo coronavírus. No mesmo dia, as plantas de Indaiatuba e Porto Feliz também retorna­rão às atividades, enquanto a de Sorocaba voltará ao trabalh­o na próxima sexta-feira (26).

A montadora japonesa será a última com unidade fabril no ABC a retomar a produção. A Scania foi a primeira a retornar, em abril. No mês seguinte voltaram General Motors, Mercedes-Benz e Volkswagen.

A fábrica de São Bernardo produz peças de reposição e abriga setores administrativo e de engenharia, enquanto a de Sorocaba monta os modelos Etios e Yaris, a de Indaiatu­ba monta o Corolla e a de Por­to Feliz produz motores. No total, a montadora emprega cer­ca de 6 mil trabalhadores.

A Toyota informou que, para garantir o bem-estar dos colaboradores, implementou completo protocolo de segurança. Nas portarias das fábricas, câmeras termográficas foram instaladas para medir a temperatura em tempo real na chegada dos colaboradores. Para evitar aglomeração, a che­gada dos ônibus será escalonada, e funcionários que chegam com seus veículos terão a temperatura medida antes de entrar no estacionamento.

Nos ônibus fretados, a capacidade foi diminuída à metade para oferecer distanciamento entre os funcionários, o que fez com que o número de veículos fosse dobrado. Todos contam agora com álcool gel para higienização das mãos. A Toyota também reforçou a importância de os colaboradores da pro­dução virem uniformizados, com o objetivo de evitar aglomeração no vestiário.

Para a área administrativa, a montadora estabeleceu de segunda a quinta-feira rodízio no qual no máximo 50% do efetivo será presencial, segundo as normas de segurança esta­belecidas, com distanciamento mínimo de um metro. Os demais farão home office. Às sextas-feiras, 100% dos colaboradores farão trabalho remoto.

Além disso, cada colaborador receberá kit com dez máscaras para usar durante o expediente. As reuniões serão feitas por meio de videoconferência.

No refeitório, ao invés do self-service, as refeições serão servidas em porções embaladas individualmente. Nas me­­sas, a disposição das cadeiras será intercalada, em “W”, pa­ra que um funcionário não fique em frente nem ao la­do de outro. Durante esse horário serão realizadas escalas de 20 minutos, para garantir a me­lhor circulação de ar no ambiente.

Outra medida adotada por causa do novo coronavírus é a disponibilização de álcool em gel em vários locais de circulação. Nas áreas comuns, como nas áreas de café, foi adotada a sinalização no piso, para mostrar a distância segura entre os colaboradores.

INICIATIVAS

A empresa adotou uma série de iniciativas para ajudar no combate à covid-19, como a doação de quatro Hilux adaptadas para funcionar como ambulâncias, o fornecimento de 30 mil frascos de álcool em gel, a entrega de 25 toneladas de ali­mentos para as comunidades em vulnerabilidade social das cidades onde atua e a doação de 28 mil máscaras de tecido.

A Toyota também participa, em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), de rede voluntária de empresas criada para o reparo de respiradores. Até o momento, foram recebidas 51 unidades, dos quais 21 foram consertados e entregues a hospitais do Estado.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*