Mauá, Política-ABC, Sua região

TJ aceita recurso contra cassação e Atila volta à Prefeitura de Mauá

Atualizado às 00h10

O Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) acatou por unanimidade – três votos a zero -, nesta segunda-feira (9), recurso de Atila Jacomussi (PSB) contra cassação de seu mandato como prefeito de Mauá. Com a decisão, o socia­lista reassume hoje (10) o Paço, e Alaíde Damo (MD), que está à frente da prefeitura, retorna ao posto de vice.

Em 18 de abril, a Câmara cassou por 16 votos a cinco, o mandato de Atila por vacância do cargo. Para os vereadores, o posto de prefeito ficou vago entre dezembro de 2018 e janeiro de 2019. A defesa alegou à época que Atila havia avisado a presidência da Casa sobre o afastamento e não impôs dificuldade para que a vice assumisse a prefeitura.

O afastamento foi em de­corrência da prisão de Atila por suspeita de participação em esquema de suposto pagamento de propina, posteriormente dis­tribuída aos vereadores, por nove empresas com contratos com a prefeitura.

Em nota divulgada nas redes sociais, Atila afirmou que retorna à prefeitura de cabeça erguida. “Mauá volta a decidir seu próprio caminho. O Tribunal de Justiça de São Paulo me reconduziu ao cargo de prefeito da nossa cidade, assim como a maioria dos mauaenses escolheu na eleição de 2016. Retornamos de cabeça erguida, para continuar transformando Mauá”, disse.

Ainda nesta segunda-feira começaram as articulações para a volta de Atila ao Paço. Procurada, a administração Damo não retornou aos questionamentos da reportagem. Porém, Alaíde Damo postou nota nas redes sociais, na qual afirma que seguirá exercendo seu papel como vice-prefeita.

“Diante das últimas notícias, quero, em primeiro lugar, agradecer o carinho que recebi de todos durante estes cinco meses. Seguirei desejando tudo de melhor para a cidade e continuarei exercendo o meu papel como vice-prefeita, à disposição do município e de seus moradores. Afinal, sei dos problemas e desafios que estão no dia a dia de cada um. Trabalhei arduamente e incansavelmente ao lado da minha equipe para encontrar soluções que fossem efetivas e não posso deixar de agradecê-los também. Espero que a Justiça tenha tomado a decisão mais correta, priorizando sempre o bem-estar dos munícipes. Desejo toda a sorte para Mauá nessa nova etapa”, afirmou.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*