Esportes, Seleção Brasileira

Tite chama seleção com Daniel Alves e Fernandinho

Tite chama seleção com Daniel Alves e Fernandinho
Tite anuncia a lista de convocados: “Sei da importância do resultado, mas não posso controlar”. Foto: Pedro Martins/MoWA Press

O técnico Tite anunciou ontem (17), na sede da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), no Rio, a lista de 23 jogadores da seleção brasileira para a Copa América, que será realizada no país de 14 de junho a 7 de ju­lho. O atacante David Neres, do Ajax, foi confirmado para a competição, assim como o volante Fernandinho, do Man­chester City, que volta após ser muito criticado depois da derrota para a Bélgica na Copa do Mundo de 2018; e o lateral-direito Daniel Alves, do PSG. Vinicius Júnior, do Real Madrid, e Lucas Moura, do Tottenham, ficaram fora.

A seleção brasileira começa a se reunir na próxima quarta-feira, na Granja Comary, em Teresópolis (RJ), mas alguns jogadores se apresentarão depois por conta do calendário de seus times no Brasil e na Europa. Os atletas que estão na final da Liga dos Campeões – casos do goleiro Alisson e do atacante Roberto Firmino, do Liverpool – jogam a decisão contra o Tottenham, em Madri, no dia 1º.

O PSG é o clube que mais teve jogadores convocados. Além de Daniel Alves, o clube cedeu Neymar – recuperado de lesão no pé direito, mas bombardeado por críticas pela agressão a um torcedor após a perda do título da Copa da França –, Marqui­nhos e Thiago Silva. Este último foi submetido a uma artroscopia no joelho direito há 12 dias.

Daniel Alves retorna à se­leção depois de mais de um ano longe – a última convocação ocorreu em março de 2018. Não foi à Copa do Mundo por causa de grave lesão no joelho direito e voltou a ser chamado para os amistosos de março deste ano. Só que uma nova contusão o deixou de fora dos jogos contra Panamá e República Checa.

No ataque, David Neres – chamado pela primeira vez para amistosos há dois meses – ga­nhou a disputa contra Vinicius Junior, que não teve tempo de mostrar no Real Madrid que está recuperado de lesão no tornozelo direito, e Lucas Moura, herói do Tottenham na semifinal da Liga dos Campeões com três gols contra o Ajax.

Dos que atuam no Brasil, apenas três jogadores foram chamados: o goleiro Cássio e o lateral-direito Fagner, do Corin­thians; e o atacante Everton, do Grêmio. De acordo com a comissão técnica da seleção, os três deverão ser liberados para compromissos de seus clubes pela rodada de volta das oitavas de final da Copa do Brasil.

A CBF já confirmou os dois amistosos preparatórios, com a presença do VAR. No primeiro deles, em 5 de junho, no estádio Mané Garrincha, em Brasília, o Brasil enfrentará pela primeira vez na história o Catar.

Quatro dias após o primeiro amistoso, em 9 de junho, o estádio Beira-Rio, em Porto Alegre, receberá pela 12ª vez um jogo da seleção brasileira. A partida será contra Honduras.

Cabeça de chave do Grupo A da Copa América, a seleção enfrentará Bolívia (14 de junho), no Morumbi; Venezuela (18), na Fonte Nova, em Salvador; e o Peru (22), na Arena Corinthians, também em São Paulo.

Pressionado desde a eliminação nas quartas de final da Copa do Mundo, Tite repetiu ontem um mantra que carrega pelo menos desde que assumiu a seleção brasileira: a de que prefere bom desempenho a vitórias. O treinador minimizou a necessidade (implícita) de o Brasil conquistar a Copa América, competição que será realizada no país e que a seleção não vence há 12 anos.

“(Eu quero) Desempenho, sempre, sempre. Mesmo que eu tenha de incorrer em riscos”, comentou Tite, logo após anunciar a lista de 23 convocados para a competição. “Resultado eu sei da importância, mas não tenho condições de controlar”, continuou, Tite, repetindo uma frase que re­pete a cada convocação.

NEYMAR

Neymar foi o jogador que mais despertou interesse dos jornalistas na entrevista coletiva que se seguiu ao anúncio da lista feita pelo técnico Tite. Foi, ao mesmo tempo, o que mereceu as respostas mais evasivas por parte do treinador.

Alegando “respeito e educação”, Tite não quis comentar a agressão do jogador a um torcedor após a final da Copa da França “Neymar errou, Neymar errou. Por educação, enquanto técnico da seleção, eu vou ter uma conversa com ele. Assim como conversei com Douglas Costa e assim como vou conversar com Paquetá, por questão de conjunto”, disse.

 

Confira a lista dos convocados da seleção para a Copa América:

Goleiros

Alisson (Liverpool), Ederson (Manchester City) e Cássio (Corinthians)

Laterais

Daniel Alves (Paris Saint-Germain), Filipe Luís (Atlético de Madrid), Alex Sandro (Juventus) e Fagner (Corinthians)

Zagueiros

Marquinhos (Paris Saint-Germain), Thiago Silva (Paris Saint-Germain), Miranda (Inter de Milão) e Éder Militão (Porto)

Meio-campistas

Alan (Napoli), Casemiro (Real Madrid), Fernandinho (Manchester City), Philippe Coutinho (Barcelona), Arthur (Barcelona) e Lucas Paquetá (Milan)

Atacantes

Neymar (Paris Saint-Germain), Roberto Firmino (Liverpool), Richarlison (Everton), Gabriel Jesus (Manchester City), Everton (Grêmio) e David Neres (Ajax)

 

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*