Esportes, Seleção Brasileira

Tite arma Brasil para o Peru com cabeça na Argentina: ‘É preciso respeitar leis’

Tite arma Brasil para o Peru com cabeça na Argentina: 'É preciso respeitar leis'
Tite: “A decisão justa é, antes, a saúde das pessoas”. Foto: Lucas Figueiredo/CBF

A seleção brasileira enfrenta o Peru, nesta quinta-feira (9), às 21h30, na Arena Pernambuco, pelas Eliminatórias Sul-Americanas da Copa do Mundo, mas o assunto da coletiva concedida pelo técnico Tite, na véspera da partida, ainda foi a partida suspensa diante da Argentina, domingo, em São Paulo.

“A decisão justa é respeitar leis, a decisão justa é, antes, a saúde das pessoas. A decisão justa é que o esporte é importante, mas tem uma escala de importância em que a saúde está acima, as leis estão acima”, disse o treinador.

“Foram corretas todas as manifestações da Anvisa, do Ministério da Saúde. É de respeitar leis. O futebol não está acima disso. (A saúde) tem de ser respeitada, pois estamos lidando com vidas”, afirmou Tite.

“Quando tem saúde e vacina tem emprego e trabalho e, associado a isso, dignidade, mas vir e passar por cima de leis, burlar situações, isso não existe. Queria, sim, que o jogo pudesse acontecer. Não tenho conhecimento suficiente para saber o que foi feito e a que tempo foi feito. Não posso julgar e não devo julgar, mas passar por cima de leis… Ah, não. Um pouco de respeito a uma entidade, a um país, um povo, um clube, uma seleção. Calma. Respeito, sim”, completou o técnico brasileiro.

Sobre o duelo com o Peru, Tite confirmou que vai escalar os mesmos atletas que iriam começar a partida contra a Argentina. Desta forma, o Brasil vai entrar em campo com: Weverton, Danilo, Lucas Veríssimo, Éder Militão e Alex Sandro; Casemiro, Gerson, Everton Ribeiro e Lucas Paquetá; Neymar e Gabigol.

“Eles (os peruanos) nos conhecem bem, e conhecemos as características deles também. Acho que Cesar (Sampaio, auxiliar técnico) fez um comentário para mim que essa equipe perdeu para a França por 1 a 0 e teve sete jogadores que estão aqui. Isso para mostrar o grau de dificuldade e não achar que o enfrentamento será fácil. Retrospecto não ganha jogo”, disse Tite.

“O grau de dificuldade a gente sabe que tem, a qualidade a gente sabe que tem. Teremos de produzir muito, jogar muito, manter a regularidade. Há diferentes jogos dentro do próprio jogo, aquele momento que você é dominado, mas tem de controlar, grande parte dominando, mas tem de ser efetivo, transformar em gol. A esse contexto todo estamos atentos”, completou o treinador, que venceu os sete jogos disputados nas Eliminatórias.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*