Esportes, Seleção Brasileira

Thiago Silva e Filipe Luis esperam manter alto nível

Thiago Silva e Filipe Luis esperam manter alto nível
Filipe Luís e Thiago Silva se veem no papel de orientar os novatos convocados por Tite. Foto: Pedro Martins/MoWA Press

O zagueiro Thiago Silva (PSG) e o lateral-esquerdo Filipe Luís (Atlético de Madri) defenderam ontem (4) que idade não deve ser empecilho para um jogador ser convocado para a Copa do Mundo.

Thiago completa 34 anos no próximo dia 22, e Filipe fez 33 em agosto. Caso sejam chamados para a Copa do Catar em 2022, terão 38 e 37 anos, res­pectivamente. Até hoje, o mais velho a disputar um Mundial foi o lateral-direito Cafu, que tinha 36 anos na campanha da Copa de 2006, na Alemanha.

“Não se deve julgar um jogador pela idade, mas pelo momento dele. Se eu tiver com 37 e for um dos melhores, como o Daniel Alves, por que não?”, afirmou Filipe Luís durante coletiva após o segundo treino da seleção, realizado na arena Red Bull, em Nova Jersey.

A seleção enfrenta os EUA na sexta-feira (7), em Nova Jersey, e El Salvador, na terça-feira, em Washington.

“Na seleção têm de estar os melhores e temos de ajudar os meninos que estão chegando agora para que possam ter os melhores do lado para se adaptar. Quero estar com 37, 38, 40 anos jogando, mas só a vida vai dizer”, disse o lateral-esquerdo.

Filipe reconheceu que é difícil fazer planos olhando para quatro ou cinco anos à frente. “Porém, os jogadores mudaram muito. Cada vez mais se cuidam e estão preparados para chegar. Quero estar em alto nível”, afirmou.

Para Thiago Silva, a renovação na zaga leva naturalmente mais tempo. “Na equipe, a parte defensiva é a mais experiente. Você não vê muitos zagueiros jovens atuando num time de ponta”, disse o capitão da seleção. “No ataque, todo ano tem um jogador novo. A reformulação surge mais na fren­te, e nós, jogadores mais velhos, temos de dar o suporte.”

O zagueiro lembrou do exem­plo de Rafa Márquez, da seleção mexicana, que disputou a Copa da Rússia aos 39 anos. “Enquanto eu tiver motivação e frio na barriga, vou seguir em frente de maneira competitiva.”

Tanto o zagueiro quanto o lateral-esquerdo se veem em papel de orientar os novatos convocados por Tite. Silva disse que procura transmitir os conceitos da comissão técnica para os jovens. “A gente sabe que é a responsabilidade para esses meninos. A primeira vez aqui não é fácil”, afirmou.

Para Filipe Luís, os novatos têm de estar cientes de que não serão convocados se fizerem gols, mas sim pelo momento no clube que defendem. “Têm de jogar bem no time. Somos encarregados de fazer com que o grupo jogue unido, mais ou menos é o papel que tentamos transmitir nos treinos”, disse.

Thiago, por sua vez, destacou a importância do papel do atacante Neymar na seleção. “O Neymar sabe a responsabilidade que tem, mas é bom frisar que foi um cara que fez um sacrifício danado para disputar a Copa”, afirmou.

 

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*