Esportes, Seleção Brasileira

Thiago Silva conta que melhorou alimentação para poder chegar à próxima Copa

O zagueiro Thiago Silva, do Chelsea, revelou nesta segunda-feira (9) que tomou uma decisão para se manter em alto nível. Com o objetivo de disputar a Copa do Mundo do Catar pela seleção brasileira, em 2022, o defensor de 36 anos acionou o seu estafe para melhorar a alimentação e poder render mais dentro de campo. Para o jogador, graças a esse trabalho, tem sido possível jogar bem e ser chamado constantemente pelo técnico Tite para os compromissos pelas Eliminatórias.

Thiago Silva está na Granja Comary, em Teresópolis (RJ), onde se prepara juntamente com os demais companheiros para os compromissos pelas Eliminatórias contra Venezuela, na próxima sexta-feira, e Uruguai, na terça seguinte. O mais experiente da seleção brasileira afirmou que, com a idade, passou a ser necessário tomar outros cuidados para manter o objetivo de disputar mais uma Copa pela seleção.

“Quando você tem idade já avançada, você precisa se cuidar mais na parte alimentar. Eu comia muito mal. Hoje, me alimento super bem. Para estar em alto nível e desempenhar aquilo que o Chelsea e a seleção precisam, tenho de estar 100%”, disse o jogador em entrevista coletiva online. Thiago Silva integrou os elencos da seleção brasileira nas três últimas Copas do Mundo.

O defensor conta com o auxílio de uma nutricionista para seguir rigorosa dieta focada em reduzir gorduras e privilegiar alimentos saudáveis. “Eu comia muita besteira pós-jogos e antes dos jogos também”, admitiu Thiago.

Há pelo menos dois anos o zagueiro se conscientizou da necessidade de buscar se aprimorar em outro segmento além de se dedicar à parte física e de prevenção de lesões.

“A gente tem se de reinventar e mudar alguns costumes. A gente que é jogador tem de se empenhar mais e ter uma alimentação mais equilibrada”, disse. A tendência é Thiago Silva formar a dupla titular com Marquinhos nesses dois próximos compromissos pelas Eliminatórias.

Mesmo veterano, Thiago Silva garante que se sente motivado por integrar a seleção brasileira por gostar do ambiente e da sensação de representar o país. “Na última convocação até falei para os jogadores: ‘Não sei até quando vou ficar aqui’, mas sempre quero aproveitar esses dias como se fossem os últimos. Essa mentalidade de gostar do ambiente de seleção a gente passa aos mais novos”, afirmou.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*