Uncategorized

Temer admite intervenção em outros Estados

Sem citar Estados, o presidente  Michel Temer não descartou nesta terça (27) a possibilidade de novas intervenções federais na segurança pública. O emedebista irá se reunir nesta quinta (1º) com governadores do país para discutir medidas de redução da violência.

“Chamei os senhores governadores para fazermos uma reunião, e, pontualmente, vamos verificando caso a caso.”

Segundo Temer, possíveis novas intervenções serão de responsabilidade da nova pasta da Segurança Pública, assumida por Raul Jungmann.

Culpa

Ao assumir o cargo, o novo ministro afirmou que parte da população do Rio clama pelo fim da violência mas, ao mesmo tempo, financia o crime organizado por meio do consumo de drogas. “Me impressiona o exemplo do Rio, durante o dia [pessoas] clamarem contra a violência, contra o crime, e, à noite, financiarem esse mesmo crime através do consumo de drogas.”

A intervenção na segurança do Rio vale até dezembro. Para o comandante do Exército, general Eduardo Villas Bôas, o tempo é “insuficiente” para atingir as causas da violência. “É um trabalho que certamente necessitará de prosseguimento e, e agora, com a criação do Ministério da Segurança, estão sendo promovidas condições estruturais para que isso aconteça.”

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*