Minha Cidade, Regional, Sua região

Tarifa de ônibus vai subir em Santo André, São Caetano e Diadema

A tarifa dos ônibus municipais em Diadema, Santo André e São Caetano vai sofrer reajuste durante o fim de semana prolongado. Em Diadema, os passageiros vão pagar mais para usar os coletivos a partir de hoje (30). Para o pagamento em dinheiro, a tarifa passa de R$ 4,20 para R$ 4,40. No vale-transporte, o va­lor so­be dos atuais R$ 4,30 para R$ 4,60. Somente quem usa o cartão “SOU Diadema” vai continuar desembolsando R$ 4 pela tarifa.

A Prefeitura de Diadema afirmou, por meio de nota, que “a medida tem por objetivo estimular o uso do cartão para aumentar a segurança e evitar assaltos”. Já a escolha da mudança da tarifa ao longo do feriado prolongado da Páscoa “foi por causa da operação do sistema de transportes”.

Em Santo André, o aumento da tarifa ocorrerá amanhã (31). A passagem sobe de R$ 4,20 para R$ 4,40 tanto no pagamento em dinheiro como por meio do “Bilhete Único Andreense”. Já o valor do vale-transporte pago pelo empregador foi reajustado de R$ 5 para R$ 5,50.

Em São Caetano, a tarifa dos ônibus municipais passará de R$ 4 para R$ 4,20, a partir do domingo de Páscoa.

As administrações de Ma­uá (R$ 4) e de Rio Grande da Serra (R$ 3,80) informaram que a passagem dos coletivos não será reajustada no momento. Ribeirão Pires, com tarifa de R$ 4, informou, por meio de nota, que segue em análise da documentação apre­sentada pela Rigras, empresa responsável pelas linhas do município, visando à revisão do valor da passagem.

São Bernardo foi o primeiro município do ABC a reajustar a tarifa do transporte municipal. O valor passou de R$ 4,20 para R$ 4,40 em 13 de fevereiro, durante o feriado de Carnaval.

Tarifa de ônibus vai subir em Santo André, São Caetano e Diadema

Consórcio

Este ano, o Consórcio Intermunicipal do ABC, que reúne os prefeitos de seis cidades (à exceção de Diadema, que deixou o colegiado no ano passado), definiu que não haveria aumento regional da tarifa de ônibus. No entanto, os prefeitos acertaram que cada município decidiria sobre o aumento do valor de sua passagem de ônibus.

Santo André, por meio de nota, esclareceu que “o valor será empregado na manutenção e melhoria do sistema de transporte da cidade, além de garantir que o município possa executar novos investimentos e equilibrar os custos e despesas das concessionárias”.

Segundo a nota, “após apresentação das planilhas de custos das empresas foram observadas elevações, por exemplo, na média do preço do óleo diesel, que era de R$ 2,72 em 2016 e, em 2017 foi de R$ 3,07. Para despesas com pessoal, que incluem salários e benefícios, foi pontuado pelas concessionárias aumento de 5%, além de queda expressiva de passageiros transportados anualmente, na casa de 9,21%”.

A Prefeitura de Diadema informou, por meio de nota, que “a solicitação do reajuste foi feita pelas empresas MobiBrasil e Benfica, responsáveis pela frota das linhas municipais, como forma de permitir o reequilíbrio contratual das tarifas e para investir na aquisição de ônibus, melhoria do sistema eletrônico de cobrança da tarifa e instalação de Wi-Fi”.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*