Política-ABC, Santo André, Sua região

Suplente do PSB em Santo André pede mandato de Almir Cicote

Suplente do PSB de Santo André pede mandato de Almir Cicote
Cicote garante que mudança teve aval de Márcio França. Foto: Divulgação

O suplente de vereador Jorge Kina (PSB), que está no lugar de Roberto Rautenberg (PRB), pediu na Justiça Eleitoral o mandato do presidente da Câmara de Santo André, Almir Cicote (Avante). Cicote trocou o PSB pelo Avante em abril, mas alega que a mudança foi endossada pelo presidente estadual do partido e governador do Estado de São Paulo, Márcio França. Rautenberg está licenciado, pela quarta vez consecutiva, desde agosto do ano passado. A quinta licença já está marcada para ter início hoje (5).

A alegação do suplente é que trocando de partido, Cicote incorreu em infidelidade partidária. Logo que houve a mudança, o presidente do Legislativo descartou qualquer possibilidade de perda de mandato. Em entrevista ao Diário Regional em 24 de abril, declarou que sua situação estava dentro das condições permitidas pela lei. “Não pode trocar se não houver anuência do próprio partido. Houve conversa entre os diretórios estaduais dos dois partidos, o diretório do Avante junto ao Márcio França, que me garantiu que não haveria problemas”, explicou.

“Entendemos que a disputa dentro do Avante seria mais competitiva e pedir minha cadeira seria prejudicar uma aliança que vem sendo construída no Estado”, completou. Em 25 de abril, durante visita à Diadema para receber o título de cidadão diademense, Márcio França reiterou que a migração de Cicote do PSB para o Avante tinha seu aval. “Combinamos e o combinado não é para ser desfeito”, pontuou.

Pedido

O presidente municipal do PSB de Santo André, Donay da Silva Neto, minimizou o episodio e garante que o diretório cumpriu o que foi acordado. “A questão partidária foi cumprida, enquanto presidente, não fiz nada. Porém, passados 30 dias, qualquer pessoa pode fazer esse pedido”, justificou. “Não posso impedir que o Jorge Kina ou outro suplente reivindique o mandato, porque, como diz a lei, o mandato não é do presidente, nem do vereador. É do partido”, completou.

Em nota, a assessoria de imprensa do presidente da Câmara de Santo André informou que o parlamentar está surpreso com a referida ação. “O vereador está seguro de que o diálogo realizado com o governador Márcio França, durante o processo de mudança de partido, foi feito com compromisso e seriedade e o respalda quanto à sua permanência no cargo.” Cicote vai aguardar a notificação e buscar os meios legais para se pronunciar.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*