Arte & Lazer, Literatura

Sorria, você está sendo vitimado

Sorria, você está sendo vitimado. Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Ainda me lembro quando tinha uns 10 ou 11 anos e fui passar uns meses no interior de São Paulo, sem minha mãe. Segundo a psicóloga, esse tempo afastado de tudo me fez substituir a carência por comida e, consequentemente, voltei gordinho para São Paulo. Começa a minha vida de “gordo, baleia e saco de areia”.
Apesar da nova condição, até quando rasparam minha cabeça devido a um surto de piolho na escola, nunca fiquei incomodado, mesmo gordo e carequinha. Sentia-me um Buda alto, pois sempre fui acima da média de altura.

Na adolescência isso realmente começava a me incomodar mas eu mantinha meu bom humor e bons amigos. Sim, você tem a liberdade de escolher pessoas que lhes respeitam. Isso foi fundamental no meu crescimento como pessoa. Até dentro de um movimento mundial para jovens, onde todos são iguais, nem sempre era tudo tão simples e aceitável. Com isso, buscar alternativas e entender que chuva, frio, fome, olhares estranhos… e ainda ser o último a ser escolhido não eram tão ruim assim. Apenas sobrevivência.
Hoje entendo o que passamos, porque tudo isso nos moldou de acordo com os momentos escolhidos, bons ou ruins. Todavia, cuidado ao sorrir para tudo, pois poderá ser uma eterna vítima.

Por Henrique Braz Rossi
@henriquebrazrossi www.henriquebrazrossi.com
Jornalista, publicitário, empreendedor, escritor, músico, escoteiro, esposo e pai de dois meninos.

um comentário

  1. Parabéns !!!!

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*