Política-ABC, São Caetano do Sul, Sua região

Solidariedade indica o nome para vice na chapa de Fabio Palacio em eventual nova eleição em São Caetano

O vice-presidente nacional do Solidariedade e presidente municipal do partido em  São Caetano, Jefferson Coriteac, foi sondado para ser o candidato a vice-prefeito em uma eventual nova eleição encabeçada por Fábio Palacio (PSD) à Prefeitura de São Caetano.

Dentro do partido, Coriteac tem os apoios da Direção Nacional e Estadual. Em reunião nesta quarta-feira (27), Coriteac foi referendado pela Executiva Municipal de São Caetano, e seu nome será apresentado a Fabio Palacio.

O candidato do PSD foi o segundo mais votado no pleito municipal do ano passado. A eleição para prefeito de São Caetano continua sub judice. Enquanto o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) não decide se mantém ou não o indeferimento do registro de José Auricchio Junior (PSDB), as articulações seguem firmes diante da iminência de novas eleições na cidade.

Auricchio  foi enquadrado na Lei da Ficha Limpa por ter duas condenações na Justiça, por doações irregulares na campanha de 2016. O tucano recorreu e aguarda decisão. A candidatura à reeleição de Auricchio foi negada pela juíza Ana Lucia Fusaro,
da 166ª Zona Eleitoral de São Caetano e a decisão foi mantida pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) de São Paulo.

“Nosso partido apoiou à candidatura de Fabio Palacio nas eleições para prefeito no ano passado. Infelizmente, a irresponsabilidade de alguns fará com que a cidade tenha novas eleições. Agora por uma opção do partido, resolvi colocar meu nome à disposição para uma possível candidatura a vice-prefeito na chapa de Palacio. Acredito que ele é a pessoa mais bem preparada para administrar a cidade neste momento de dificuldades na saúde e crise econômica. Contribuímos muito na formação de seu plano de governo e temos os melhores projetos para trazer São Caetano aos melhores patamares em qualidade de vida, educação e saúde”, destacou.

Trajetória política e sindical
Jefferson Coriteac, 46 anos, foi diretor e vice-presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo e presidente do Comitê Mundial de Jovens da CSI (Confederação Internacional de Sindicatos), com sede em Bruxelas, na Bélgica.

Sua experiência o levou a ser Ministro de Desenvolvimento Agrário no processo de transição quando o órgão federal passou a ser Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário. Foi, ainda, durante 18 meses chefe de Gabinete da Secretaria Estadual do Emprego e Relações do Trabalho, em São Paulo.

No sindicalismo internacional, representou a defesa dos direitos dos trabalhadores em visitas a diversos países, entre 2001 e 2010, entre eles Japão, China, Ucrânia, Alemanha, Bélgica, EUA, além de todos os países da América do Sul. Atualmente, integra a executiva nacional do Solidariedade e é assessor técnico na liderança do partido na Câmara dos Deputados.

 

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*