Minha Cidade, Regional, Sua região

Sindicato afirma que todos os postos de combustível do ABC estão fechados

Sindicato afirma que todos os postos de combustível do ABC estão fechados
Consumidores revoltados com suposta gasolina adulterada depredaram posto em S.Bernardo. Foto: Adriano Vizoni/Folhapress

O assessor do Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo do ABCDMRR, Roberto Rodrigues, afirmou ontem em entrevista ao Diário Regional que todos os 400 postos de combustível do ABC estão fechados. No oitavo dia de paralisação dos caminhoneiros, um posto localizado no cruzamento das Avenidas Lions e Vergueiro, em São Bernardo, foi parcialmente depredado por consumidores por vender combustível supostamente adulterado. A Polícia Militar foi acionada, mas os responsáveis pelo posto não foram localizados.

“O sindicato não tem poder de polícia, mas com a denúncia das pessoas a polícia pode atuar”, afirmou Rodrigues. “Tenho estado em contato com os donos de postos, que têm ido às bases, mas os manifestantes não deixam os caminhões sair”, completou. Segundo o assessor, o ABC vende, mensalmente, 90 mil litros de combustível. “Ainda não temos estimativa dos prejuízos, mas certamente é imenso”, concluiu. Rodrigues declarou, ainda, que após o fim da paralisação, a situação deve levar ao menos dez dias para se normalizar na região.

Sindicatos

O Sindicato dos Rodoviários e Anexos do ABC (Sintetra), que representa os trabalhadores, negou que esteja de qualquer forma envolvido nas manifestações. “Não é uma questão partidária, nem sindical. Não tem nada a ver com o sindicato. O inimigo comum é o governo. O sindicato não tem nenhum tipo de envolvimento com o movimento”, frisou o dirigente sindical Ailton Gonçalves. O Sindicato das Empresas de Transporte de Carga do ABC (Setrans) foi questionado sobre possíveis prejuízos, mas não se manifestou até o fechamento desta edição.

Transporte público
O transporte público é uma das áreas mais afetadas nas cidades e não é diferente no ABC. De acordo com as prefeituras de Diadema, Ribeirão Pires e Mauá, durante todo o dia de ontem (28), as empresas de ônibus concentram 100% da frota nos horários de pico e reduziram o número de veículos em até 40% nos horários de menor movimento. A Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos (EMTU) informou que na região metropolitana (que inclui o ABC), a frota em operação no pico da tarde das concessionárias e permissionárias foi em torno de 76%. De manhã circularam 69% frota. Nessa área operam normalmente cerca de 4,5 mil ônibus das 550 linhas que transportam em média 1,7 milhão de passageiros por dia.

A assessoria de imprensa da Metra, que opera o Corredor ABD, informou que possui frota com ônibus elétricos, combustíveis sustentáveis e movidos a diesel. Ontem, a empresa operou com 100 % dos seus trólebus e veículos elétrico/híbridos e com operação reduzida nos ônibus movidos a diesel, nos horários de menor movimento, para no horário de pico disponibilizar a frota máxima a fim de atender a maior demanda.

A Prefeitura de São Bernardo informou que a SBC Trans segue operando com 100% da frota para esta terça-feira (29), bem como foi a operação ontem. Em Santo André todas as empresas que integram o Consórcio União Santo André (Guaianazes, Curuçá, ETURSA, Parque das Nações, Vaz e Urbana) operaram ontem com frota reduzida, com 65% a 70% da quantidade de ônibus de dias normais. Já a empresa Suzantur operou com 100% da frota. O esquema deve se repetir hoje. O Pedal Noturno, que é realizado sempre às terças-feiras, foi cancelado. Em Rio Grande da Serra a empresa Talismã está operando com horários reduzidos, como aos domingos e feriados.

Educação

Em todas as cidades, as aulas estão mantidas e as merendas garantidas. Apenas Santo André frisou que escolas podem ter aulas suspensas em decorrência do não comparecimento dos funcionários, que por ventura não consigam chegar às unidades. Em Ribeirão Pires o transporte escolar municipal está suspenso.

Lixo

A Prefeitura de Santo André informou que a coleta de resíduos segue nos próximos dias com o esquema especial iniciado pelo Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André), com atendimento reduzido de três para dois dias na semana em toda cidade. O Semasa também suspendeu a coleta dos resíduos secos e pede a compreensão dos moradores para que, dentro do possível, não depositem nas ruas tais materiais, esperando a normalização do fornecimento de combustível.

Os moradores podem levar seus resíduos secos para uma das estações de coleta da cidade, que permanecerão abertas normalmente até o seu limite de capacidade. Já estão fechadas as unidades Caminho do Pilar, Carnaúba, Camilópolis, Cerquilho e Santo Expedito. A coleta em hospitais, postos de saúde, feiras livres e de animais mortos, bem como o serviço de varrição, estão normais. Pode haver atraso no abastecimento de água por caminhões-tanque. Nas outras cidades o serviço está normalizado.

Saúde

Os atendimentos de saúde estão sendo feitos normalmente, mas as cirurgias pré-agendadas foram suspensas em São Bernardo. Segurança e serviço funerário também seguem sem alterações em todos os municípios, de acordo com informações das prefeituras. Na última sexta-feira, Diadema decretou estado de emergência, garantindo em caso de necessidade extrema que a administração aja de acordo com a legislação.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*