Economia, Notícias

Shopping centers do ABC se preparam para reabertura

Shopping centers do ABC se preparam para reabertura
No Grand Plaza, acessos às escadas rolantes ganharam aviso para distanciamento. Foto: Divulgação

Após quase três meses fe­chados devido à pande­mia do novo coronavírus, os dez shopping centers do ABC vão reabrir na segun­­da-feira (15) com res­tri­ções na operação e medida­s de prevenção à trans­missão da covid-19.

A reabertura – que depende da publicação de decretos pelas prefeituras – será possí­vel porque o ABC ascendeu à Fase 2 do Plano São Paulo de flexibilização da quarentena e retomada da atividade econômica. Nessa etapa é per­mitido o funcionamento em horário reduzido de shop­pings, imobiliá­rias, co­mér­cio de rua, escritórios e concessionárias de veículos.

Os shoppings deverão se­guir as mesmas regras esta­belecidas para o comércio de rua no que diz respeito a higiene e distanciamento social. Funcioná­rios serão testados, have­rá aferição da temperatura na entrada e o uso de máscaras será obrigatório para clientes e colaboradores.

Além disso, os estabelecimentos só poderão funcionar quatro horas por dia (das 16h às 20h) com até 20% da capacidade e oferta de álcool em gel para os clientes. Nas praças de alimentação será possível apenas o funcionamento no sistema de deli­very, drive-thru e retirada.

As atividades que promo­vem aglomerações, como ci­nema e parques indoor, continuam proibidas.

O Shopping Metrópole, de São Bernardo, informou que, no dia 15, a abertura será fa­cultativa a todas as lojas. Assim, os estabelecimentos te­­rão uma semana para se or­gani­zar antes da abertura obri­gatória, a partir do dia 22.

Como medida de precau­ção, todos os colaboradores (or­gânicos e terceiros) estão pas­sando por testes de covid-19. O shopping desativou bebedouros e instalou sensor­es nas cancelas do estacionamento, para que não haja necessidade de toque no momento da entrada ao empreendimento.

DESINFECÇÃO

O Golden Square, também de São Bernardo, contratou serviço especializado em desinfecção, que será aplicado a cada três horas em todo o empreendimento, principalmente nas áreas to­cadas, como corrimãos, bo­tões de elevadores, balcões e mesas, além dos banheiros, praças de alimentação e máquinas de auto atendimento.

“Nossa prioridade é zelar pela segurança das pessoas. Por isso, estamos atentos a todas as orientações dos órgãos de saúde”, garante a superintendente do Golden Square, Renata Salino.

O Grand Plaza, de Santo André, também ado­tou uma série de medidas, incluindo a redução no número de vagas no estacionamento com aumento da distância entre veículos e o controle de acesso de pessoas por medidores de fluxo.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe eu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*