Economia, Notícias

Sem peças, Toyota vai parar fábrica do Corolla por dez dias

Sem peças, Toyota vai parar fábrica do Corolla por dez dias
Produção em Indaiatuba local será interrompida entre os dias 13 e 22 de outubro. Foto: Divulgação/Toyota

A Toyota informou nesta segunda-feira (13) que vai parar por dez dias do mês que vem a fábrica onde produz o sedã Corolla, em Indaiatuba, no Interior de São Paulo, por falta de peças.

A produção no local será interrompida entre os dias 13 e 22 de outubro, quando os funcionários entrarão em férias coletivas. Como há um fim de semana ao término desse período, o retorno às ativida­des só vai ocorrer no dia 25.

Em nota, a montadora diz que a parada tornou-se “inevitável”, apesar de todos os esforços para gerenciar a falta de insumos. Não esclarece, porém, quais componentes estão em falta na linha do Corolla.

Segundo a Toyota, a pro­dução continua na fábrica de Sorocaba, que chegou a ser paralisada, também por dez dias, por falta de peças em agosto, assim como nas plantas de São Bernardo, onde produz peças, e Porto Feliz (motores).

A falta de componentes tem prejudicado a produção da indústria automotiva, de acordo com a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Au­tomotores (Anfavea), entida­de que representa as montadoras. Em agosto, a fabricação de veículos teve o pior resultado para o mês em 18 anos.

No total, apenas 164 mil uni­dades foram montadas no país, número 21,9% menor do que no mesmo mês de 2020. Sobre julho deste ano, a produ­ção ficou praticamente estável, com crescimento de 0,3%.

“As empresas têm feito verdadeira gi­nástica para man­­ter a produção e atender as concessionárias e o mercado de exportação, tentando recupe­rar as pa­radas na produ­­ção com horas extras ou jorna­­das adicionais”, comentou o pre­sidente da Anfavea, Luiz Carlos Moraes, du­rante entre­­­vis­ta coletiva on­line con­ce­di­da na semana passada.

Segundo a Anfavea, a escassez global de semicondutores interrompeu total ou parcialmente as linhas de montagem de 11 fábricas no país em agosto.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*