Copa do mundo, Esportes, Futebol

Sem Neymar, Tite convoca seleção com novidades

O técnico da seleção brasileira, Tite, convocou ontem (19) 24 jogadores para os amistosos contra a Argentina e Austrália, marcados para os dias 9 e 13 de junho, em Melbourne, na Austrália.

A grande ausência da lista de convocados foi o atacante Neymar, que foi poupado em virtude do desgaste físico. Os zagueiros Marquinhos e Miranda e o lateral direito Daniel Alves, titulares da seleção, também foram poupados.

As principais novidades são o goleiro Diego Alves (Valencia), os zagueiros David Luiz (Chelsea) e Jemerson (Monaco), o lateral direito Rafinha (Bayern de Munique), o lateral esquerdo Alex Sandro (Juventus) e o meia-atacante Rodriguinho (Corinthians).

Gabriel Jesus, que se recuperou de uma lesão, foi chamado novamente.

“O Rafinha tem 135 jogos, é campeão alemão. O Alex Sandro é da defesa menos vazada, está na final da Liga. O Jemerson foi campeão francês e semifinalista da Champions, e acompanhamos in loco seu desempenho. Tem todas as credenciais. O Rodriguinho foi um dos destaques do Campeonato Paulista e concorria com o Diego.

Poderia ser o Diego, mas neste momento é Rodriguinho”, explicou o treinador, que afirmou ter conversado com Rafinha por telefone.

Em 2015, o lateral direito se recusou a defender a seleção após ser convocado. “Liguei e conversei com o Rafinha por telefone. Houve um mal entendido com relação à situação anterior. Ele disse: ‘Gostaria sim, é meu objetivo pessoal’”, revelou Tite.

Com a vaga assegurada na Copa do Mundo da Rússia, os jogos contra Argentina e Austrália marcarão o início da preparação do Brasil para o Mundial do próximo ano.

Desde que Tite assumiu o cargo, a seleção brasileira engatou nove vitórias – oito pelas Eliminatórias sul-americanas e uma em amistoso – e voltou a assumir a liderança do ranking da Fifa.

Convocados desfalcam times em clássicos do Brasileirão

Tite convocou jogadores de cinco clubes brasileiros para os amistosos diante da Argentina e da Austrália, em Melbourne, no país da Oceania, nos dias 9 e 13 de junho. Motivo de alegria para os jogadores, mas tristeza para os clubes, que não poderão contar com alguns de seus principais jogadores em clássicos e podem ter desfalques por até três jogos.

Considerando a data de apresentação marcada para o dia 5 de junho, Fagner e Rodriguinho desfalcarão o Corinthians diante do Vasco (7 de junho), no clássico diante do São Paulo (11/6) e no confronto diante do Cruzeiro (14/6), todos pelo Campeonato Brasileiro.

Se poderá contar com os desfalques no rival, o São Paulo também terá um problema: Rodrigo Caio foi convocado e fica fora do clássico. Além desse confronto, o zagueiro será desfalque contra Ponte Preta e Vitória.

O Santos perde Lucas Lima para o clássico diante do Palmeiras (14/6). Além disso, o meia deve ser desfalque em confrontos contra Botafogo e Atlético-PR. O próprio Atlético-PR perde o goleiro Weverton em confrontos com Fluminense (6/6), Santos (11/6) e Atlético-MG (14/6). O Sport joga sem Diego Souza as partidas contra Flamengo e Vasco, pelo Brasileiro.

Para piorar a situação dos clubes, Tite já deixou claro que a presença dos atletas não é negociável, já que se tratam de datas Fifa.

“Não houve negociação. Tem a observação, relativizar por vezes com relação aos europeus. A vantagem é do momento dos atletas brasileiros, porque estão jogando o Brasileiro com alto nível. A situação agora se inverte, os europeus estão decidindo as principais ligas, decidindo a Champions. Eles estão com momento técnico com mais alto nível de enfrentamento. É um processo de construção das equipes o início de temporada, oscila um pouco mais. O europeu está num melhor momento técnico das equipes”, explicou o treinador.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*