Mauá, Política-ABC, Sua região

Secretário de Saúde de Mauá entrega cargo após 50 dias

Secretário de Saúde de Mauá  entrega cargo após 50 dias
Ricardo Burdellis foi terceiro comandante da área em um ano e quatro meses da gestão Atila. Foto: Caio Arruda/PMM

Apenas 50 dias após ter assumido a Secretaria de Saúde de Mauá, Ricardo Burdellis entregou ontem (27) carta de demissão. Segundo fontes ouvidas pela reportagem do Diário Regional, o motivo de uma gestão tão curta foram as constantes ingerências na pasta por parte de vereadores da base e de comissionados, além de problemas no contrato com a Fundação do ABC.

Fontes ligadas ao Executivo avaliaram que o próximo secretário deve ser alguém técnico, diretamente ligado ao núcleo duro do governo. Interinamente, quem vai ficar responsável pela secretaria é a adjunta da Saúde, Carla Manzano.

Ex-diretor adjunto da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Burdellis foi o terceiro secretário da gestão Atila Jacomussi (PSB). Sucedeu a Rogério Babichak, que comandou a pasta interinamente após o atual secretário de Saúde de Santo André, Marcio Chaves (PSD), entregar o cargo em dezembro de 2016, também alegando ingerência política.

Quando assumiu, Burdellis se comprometeu a cobrar dos médicos da rede o cumprimento integral das jornadas, atribuída pelo prefeito na ocasião como uma das principais tarefas do novo gestor. “Vamos começar uma nova era na saúde de Mauá e ter controle no horário dos nossos médicos. Se temos que cumprir horário, o médico também vai ter que cumprir as 40 horas”, declarou o chefe do Executivo.

Fundação

Sobre o contrato com a Fundação do ABC, que é responsável pela administração das Unidades Básicas de Saúde (UBS) e Unidades de Pronto Atendimento (UPA) da cidade, Burdellis havia dito que tudo seria analisado tão logo se apropriasse da rotina da pasta. “Temos de analisar qual o caminho que Mauá vai seguir. Neste momento ainda não temos uma definição, mas todas as possibilidades estão sendo discutidas”, pontuou durante evento de apresentação. A reportagem do Diário Regional não conseguiu contato com Jacomussi nem com Burdellis. A assessoria de imprensa também não se manifestou sobre a entrega do cargo.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*