Esportes, Futebol

‘Se tiver de dar porrada em campo, vou dar’, diz Felipe Melo, durante apresentação

Melo se apegou aos números para apagar fama de violento. Foto: Cesar Greco/Agência PalmeirasO ousado chegou. Enfim, Felipe Melo recebeu pela primeira vez a camisa do Palmeiras. Em uma chuvosa manhã de ontem, o volante foi apresentado como novo reforço do campeão brasileiro. A contratação mais esperada do ano na Academia de Futebol, que vestirá o número 30, mostrou logo em sua primeira entrevista que não tem medo de polêmicas.

Em cerca de meia hora de entrevista, falou pesado contra a imprensa e reclamou da fama de “violento”. O volante, porém, prometeu não “aliviar” para representar o Verdão.

“Deixaram para o torcedor do Palmeiras lembrar dos momentos legais, que o Felipe Melo não é só porrada. Se tiver de dar porrada, vou dar porrada. Se tiver que jogar no Uruguai e dar tapa na cara de uruguaio, eu vou dar. Lógico que com responsabilidade, porque não quero deixar o time com menos um”, declarou.

Antes de prometer “não tirar o pé”, o jogador de 33 anos se apegou aos números para afastar a fama de “violento”. Melo até citou reportagem do UOL para ratificar o bom comportamento em campo.

“Muito se fala de expulsão (em jogo da seleção na Copa de 2010), mas nos últimos quatro anos, cinco anos, recebi quatro vermelhos. Para um centro-campista responsável pelo trabalho sujo (de marcar), acho um número pequeno”, acrescentou o volante.

“Vocês da imprensa criaram essa situação de que o Felipe Melo é maldoso, expulso todo jogo. Se não me engano minha média de cartões amarelos é menor do que a do Gabriel Jesus no Palmeiras, tomo menos vermelhos do que o Fernandinho da seleção brasileira”, acrescentou o novo camisa 30 do clube alviverde.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*