Brasileirão, Esportes

São Paulo vê última rodada do Brasileiro como crucial para planejamento de 2019

Dos quatro grandes paulistas, o São Paulo é o único que terá confronto decisivo nesta última rodada do Campeonato Brasileiro. O duelo com a Chapecoense, no domingo (2), às 17h, no Interior catarinense, vai determinar como será o começo dos são-paulinos na Copa Libertadores.

Para se classificar diretamente à fase de grupos da competição, o time tricolor precisa vencer a Chape e ainda torcer por triunfo ou empate do Corinthians contra o Grêmio em Porto Alegre.

Os dois tricolores estão empatados na terceira posição com 63 pontos, mas o gaúcho leva vantagem sobre os paulistas no número de vitórias: 17 a 16.

O problema é que a equipe comandada por André Jardine conquistou apenas uma vitória nos últimos seis jogos. Por isso, o São Paulo não depende só de suas forças para garantir o G-4, que dá direito a ir para a fase de grupos da competição continental.

Caso os gremistas derrotem o Corinthians, o São Paulo terá que encarar a fase preliminar do torneio. Isso significa jogar o mata-mata, com o risco de ser eliminado e estragar todo o planejamento para o restante da temporada.

“Temos essa vaga no G-4 em jogo, e batalharemos por isso. Será um jogo difícil, porque a Chapecoense também precisa do resultado para escapar do rebaixamento, mas precisamos vencer. Teremos mais alguns dias de preparação e ajustes para fortalecer o time”, disse o volante Liziero.

O momento tenso já provocou rachas até na diretoria. Ricardo Rocha não deve seguir no clube em 2019. Em todo caso, o dirigente apareceu ontem (28) ao lado do presidente Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, no CCT da Barra Funda.

 

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*