Política-ABC, São Bernardo do Campo, Sua região

São Paulo terá assento no Consórcio Intermunicipal com caráter consultivo

Presidente do colegiado, Morando ofereceu jantar para Doria e demais prefeitos do ABC. Foto: Divulgação

O presidente do Consórcio Intermunicipal do ABC e prefeito de São Bernardo, Orlando Morando (PSDB), ofereceu na noite de ontem (19) jantar para o prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), e aos demais chefes do Executivo do ABC. O encontro foi para tratar, entre outros assuntos, da participação da Prefeitura de São Paulo no órgão, que terá caráter consultivo, como já ocorre com o governo do Estado.

“A participação da Capital será nos mesmos moldes do Estado e nosso anseio também em relação governo federal. Fazer parte do nosso conselho consultivo, exatamente buscando estreitar e diminuir as distâncias que as vezes têm em assuntos muito simples, mas quando tem isso integrado, a solução é muito rápida”, explicou Morando. “Precisamos ter a humildade de reconhecer que a Capital sozinha é muito maior que o ABC inteiro. Então, o convite que foi feito para ter o assento é no mesmo molde que foi feito e já está integrado o governo do Estado”, completou.

Doria destacou que apesar do ABC concentrar quatro prefeitos tucanos, a integração se dará no campo no plano do desenvolvimento econômico e social, e não no campo político. “Até pelos objetivos que nos une, que é melhorar a qualidade da gestão e o resultado naquilo que oferecemos para a população”, pontuou. “Não é o sentimento político, nem partidário, nem ideológico. É a eficiência de gestão”, completou.

Estiveram também presente no encontro os prefeitos de Santo André, Paulo Serra (PSDB), de São Caetano, José Auricchio Junior (PSDB), de Rio Grande da Serra, Gabriel Maranhão (PSDB) e de Ribeirão Pires, Adler Teixeira, o Kiko (PSB). O prefeito de Mauá, Atila Jacomussi (PSB), está cumprindo agenda em Brasília.
Também participaram o vice-prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), o secretário de Governo da Capital, Julio Semeghini, e o ex-secretário-chefe da Casa Civil do Estado, Edson Aparecido.

“Existe uma integração no ABC é muito grande, sempre ocupamos um espaço importante do ponto de vista econômico, financeiro, quinto mercado consumidor do país, entre outros índices e isso está sendo refletido pelo aspecto dessa participação, dessa integração política”, afirmou Paulo Serra.

Ainda sem projetos definidos para trabalhar em conjunto com a Capital, Morando afirmou que logo que o representante da Prefeitura de São Paulo estiver participando das reuniões serão elencados os temas que dizem respeito às áreas de divisas. Apenas Ribeirão Pires não tem limites com a cidade de São Paulo.

Eleições 2018

Morando e João Doria  têm sido apontados como prováveis candidatos tucanos em 2018 para concorrer a governador de São Paulo e presidente da República, respectivamente. Em encontro promovido por Morando com Doria e os demais prefeitos do ABC na noite de ontem (19), os dois políticos desconversaram sobre concorrer à eleição do próximo ano.

Um jornal chegou a publicar que o governador Geraldo Alckmin (PSDB) teria predileção por Morando para ser seu sucessor. “O momento agora é de gestão, governo, desafios que são enormes e nada vai me tirar do foco de poder transformar São Bernardo, que é o motivo pelo qual fui eleito”, afirmou.

Questionado sobre cumprir os quatro anos de mandato, o tucano reafirmou compromisso com o município. “Este momento tem muita especulação. Tem de tomar cuidado. Já estou comprometido em tentar ser um bom prefeito e devolver qualidade de vida que o PT roubou do Brasil e de São Bernardo”, completou.

João Doria evitou falar sobre uma provável candidatura a presidente. “É muito cedo para discutir questões eleitorais. Obviamente terá o momento. Precipitar o debate eleitoral agora não é um bom caminho”, declarou. “Temos que precipitar a gestão, soluções para os problemas econômicos e sociais que são grandes, fruto de um flagelo imposto por uma gestão ruim do PT no pais, que propiciou 14 milhões de desempregados. Temos de deixar o debate eleitoral para janeiro do ano que vem. Antecipar e colocar esse tema agora certamente não seriam um bom princípio”, concluiu.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*