Uncategorized

São Paulo tem crescimento na média móvel de casos de covid-19

O Estado de São Paulo registrou aumento na média móvel de casos de covid-19 na semana passada – calculada a partir da soma dos casos semanais dividido pelo número de dias.
Entre os dias 19 e 25 de julho (30ª Semana Epidemiológica), o estado contabilizou 67.454 casos de coronavírus, uma média de 9.636 casos por dia. Na semana anterior, entre os dias 12 e 18 de julho, foram re­gistrados 41.137, média de 5.877 casos por dia.
Segundo o governo, o crescimento se deve ao aumento da testagem no estado. “Primeiro porque o número de pacientes internados tem sido muito constante, entre 13 mil e 14 mil todos os dias. O segundo argumento é em relação ao número de óbitos, que nós também conseguimos uma estabilidade. No último mês nós tivemos um aumento expressivo de testes. Só na rede laboratorial nós mais que dobramos a capacidade de processamento de amostras do tipo RT-PCR”, disse o coordenador do Centro de Contingência do Coronavírus em São Paulo, Paulo Menezes.
“Esse aumento de casos é muito mais capacidade de testar pessoas leves do que pessoas graves ou que precisam ir para UTI”, reforçou.
Na última semana, o Estado contabilizou uma diminuição de 4% no número de mortes pelo novo coronavírus na comparação com o período de 12 a 18 de julho.
A média móvel diária de óbitos na semana passada ficou em 267. Na semana anterior, ela estava em 278, a mais alta desde o início da pandemia.
Apesar da queda, a média ainda é alta e tem se mantido acima de 200 mortes por dia no estado desde a 22ª Semana Epidemiológica (entre os dias 24 e 30 de maio).
Na capital, houve queda de 27% nas mortes por covid-19 [a doença provocada pelo novo coronavírus], na semana passada (30ª Semana Epidemiológica). Já no interior houve aumento de 16% na comparação entre as duas semanas.
INTERNAÇÕES
O Estado também apresenta queda de novas internações por covid-19. Na última semana a redução foi de 4% em comparação à semana anterior. A capital também teve redução de 4% na mesma comparação, enquanto no interior a queda foi de 2%, a primeira vez que isso ocorreu, desde o início da pandemia.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*