Esportes, Futebol, Paulistão

São Paulo sofre com a falta de um goleador

Em duas partidas disputadas até agora na temporada, o São Paulo não teve a defesa furada. Por outro lado, o ataque também passou em branco nos empates sem gols contra River Plate-ARG e Corinthians, ambos pela Florida Cup.

Sem Colmán e Calleri, dois centroavantes que queriam jogar no clube, mas que tiveram as contratações impedidas devido a fatores extracampo, o técnico Rogério Ceni tem de trabalhar apenas com Gilberto e Chavez.

A equipe de agora é diferente daquela que brigou contra o rebaixamento no Campeonato Brasileiro do ano passado. As primeiras partidas já mostraram o que Ceni – que praticamente trabalha junto com o grupo – conseguiu extrair de sua equipe: intensidade, velocidade e pressão no adversário.

O que falta é caprichar nas finalizações. Por isso, um camisa 9 de qualidade seria boa solução para Ceni.

O técnico sabe que dificilmente terá esse centroavante agora. O único reforço quase certo é o volante Jucilei. “Falta um camisa 9, sim. No mais, acredito que estamos bem preparados para este primeiro semestre”, declarou José Jacobson Neto, diretor de futebol do clube.

No ano passado, o desconhecido Calleri caiu como uma luva e tornou-se o artilheiro do São Paulo no ano.

Desta vez, é preciso se contentar com outro atacante argentino, Chavez, que tem como característica jogar pelos lados do campo.

Jogo treino

Com mais de uma semana ainda de preparação para a estreia no Campeonato Paulista, o São Paulo fará mais um ensaio no domingo.

No Centro de Formação de Atletas Laudo Natel, em Cotia, o clube vai enfrentar o Columbus Crew, dos Estados Unidos. A equipe norte-americana disputa a Major League Soccer (MLS), uma espécie de Brasileirão dos EUA, e vai fazer toda a pré-temporada na casa da base do São Paulo.

A atividade será fechada para a imprensa e torcedores. O São Paulo estreia no  dia 5 de fevereiro contra o Audax, em Barueri.

Este será o terceiro jogo-treino do São Paulo na temporada e, coincidentemente, os três foram disputados contra times norte-americanos.

Chavez tem atuado com a camisa 9, mas se caracteriza por jogar pelos lados do campo. Foto: Rubens Chiri/SPFC

Convocado por Tite, Rodrigo Caio volta a ser da seleção

 

Rodrigo Caio dará um tempo na pré-temporada com o São Paulo para matar a saudade da camisa brasileira. Convocado por Tite para o Jogo da Amizade entre Brasil e Colômbia, Rodrigo Caio encontrará o grupo hoje (24).

“Estou muito feliz com este início de ano, porque todo jogador tem objetivos na carreira. Títulos pelo clube e conquistas pessoais sempre são motivação extra, e é assim que pretendo aproveitar este momento.

Sem os meus companheiros, principalmente para a minha convocação, isso não existiria”, comentou o camisa 3.

Rodrigo Caio está motivado com o ambiente criado por Rogério Ceni na pré-temporada. “Nossa meta é ter um ano vitorioso”, disse.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*