Copa do Brasil, Esportes

São Paulo ganha R$ 88 mi com o título; saiba para onde vai o dinheiro

Título inédito na história do São Paulo reforça o caixa e alivia situação financeira da temporada

São Paulo ganha R$ 87,7 milhões com o título da Copa do Brasil; saiba para onde vai o dinheiro
Presidentes da CBF, Ednaldo Rodrigues, e do São Paulo, Julio Casares, posam com a premiação pelo título da Copa do Brasil. Foto: Lesley Ribeiro/CBF

A conquista da Copa do Brasil no domingo (24), na final contra o Flamengo, foi positiva em diversos aspectos para o São Paulo. Além do feito esportivo e da festa vista nas arquibancadas do Morumbi e na capital paulista, o título rendeu ao clube o prêmio de R$ 87,7 milhões. O valor deve ser usado para ajustes de contas desta e da próxima temporada.

Somente a vitória na final rendeu ao clube R$ 70 milhões. A soma alcança R$ 87,7 milhões, somando o que o clube embolsou por avançar nas outras fases da competição. A premiação é cumulativa.

O título do torneio mata-mata garante ao São Paulo mais dinheiro, uma vez que o clube está garantido na Supercopa do Brasil e na fase de grupos da próxima edição da Copa Libertadores. Tomando por base os valores distribuídos pela CBF e pela Conmebol em 2023, a equipe tricolor poderá embolsar pelo menos R$ 20 milhões (R$ 5 milhões, pela Supercopa, na qual medirá forças com o campeão brasileiro, e US$ 3 milhões no torneio continental, R$ 15 milhões na cotação atual).

Não é segredo que o São Paulo vive crise financeira, como muitos outros clubes do futebol brasileiro. Segundo balanço divulgado em 2022, apesar do recorde de arrecadação e de ter conseguido superávit de R$ 37 milhões, o clube do Morumbi fechou a temporada devendo cerca de R$ 590 milhões.

Além disso, durante este ano, algumas vezes foi noticiado, e confirmado por parte da diretoria, que existiam valores em aberto com o elenco, provenientes da parte de direitos de imagem acordada nos contratos. O clube não tinha como pagar. Desta forma, parte da premiação do título da Copa do Brasil, e também da bilheteria da partida contra o Flamengo no Morumbi, deve ser usada para quitar todas as dívidas com os jogadores que conquistaram o primeiro título da competição para o clube. A intenção do presidente é não levar pendências financeiras para o próximo ano.

Outro ponto em que a premiação pode ajudar é na engenharia financeira que o São Paulo terá de fazer para tentar manter Lucas Moura em 2024. Contratado no período de transferências do meio do ano e fundamental na semifinal da Copa do Brasil contra o Corinthians no Morumbi, o jogador tem contrato até dezembro e não sabe se fica. O presidente Julio Casares já afirmou que o time precisará ser ousado dentro do seu limite financeiro para que o craque permaneça.

Com o título deste domingo, o São Paulo já se garantiu na próxima edição da Copa do Brasil e também na Libertadores, que o time não disputa desde 2021. Desta forma, o orçamento para 2024 será maior e o clube terá mais possibilidades financeiras para manter o atleta no elenco. Novos patrocinadores podem se aproximar e, certamente, o estádio estará lotado nas próximas partidas do Brasileirão.

Olhando para o time campeão neste domingo, o dinheiro da premiação pode ser usado para manter outro atleta em suas fileiras. Contratado por empréstimo do Fluminense para ser atacante, Caio Paulista foi solução para a lateral-esquerda no meio do primeiro semestre. Com a lesão de Wellington, teve sequência e se firmou como o titular da posição. Foi muito bem na partida contra o Flamengo no Maracanã, com boas jogadas pelo seu setor.

Ainda no meio da temporada 2023, o São Paulo chegou a sondar o clube carioca para a compra em definitivo do jogador e recebeu como resposta a estimativa de R$ 20 milhões para que a negociação fosse concretizada. A diretoria do clube do Morumbi entende a necessidade de ficar com Caio Paulista e buscará uma forma para adquirir o, agora, lateral.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe eu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*