Brasileirão, Esportes

São Paulo empata com Bragantino em jogo com dois pênaltis perdidos

São Paulo e Red Bull Bragantino fizeram jogo movimentado e ficaram no 1 a 1 na noite desta quarta-feira (9), no Morumbi, pela nona rodada do Campeonato Brasileiro. O empate impediu o Tricolor de assumir a liderança: igualou os 17 pontos do Internacional, que joga nesta quinta contra o Ceará. A equipe do interior segue na zona de rebaixamento, com sete.

Apesar da diferença entre os times na tabela, o empate em casa pode ser considerado um bom resultado para o São Paulo, porque o Bragantino desperdiçou duas cobranças de pênalti. A segunda já nos acréscimos, aos 47 minutos.

Os dois times iniciaram o jogo pressionando a saída de bola adversária. O São Paulo começou melhor e quase abriu o placar logo aos cinco minutos, mas Léo Realpe tirou em cima da linha após cabeçada de Brenner. O Bragantino respondeu rapidamente e assustou em chute de fora defendido por Tiago Volpi.

O São Paulo teve a volta de Reinaldo, desfalque nos últimos dois jogos por suspensão e por estar gripado. Era pelo lado esquerdo que o time criava as melhores chances e o lateral chegou a balançar a rede aos 26, mas o gol foi bem anulado porque o chute desviou em Brenner, que estava em impedimento.

Embora tivesse domínio, o São Paulo não conseguia criar chances claras. O Bragantino também não. O cenário do primeiro tempo fez os técnicos mudarem seus times no intervalo. Hernanes entrou para completar o 300º jogo pelo São Paulo. Paulinho Bóia também foi acionado para dar mais velocidade ao ataque tricolor. Porém, foi a mudança do Bragantino que surtiu efeito: o estreante Raul recebeu dentro da área e chutou, a bola desviou em Diego Costa, enganou Tiago Volpi e entrou.

O São Paulo sentiu o gol sofrido, e o Bragantino teve a chance de ouro para ampliar e ter mais tranquilidade. Após olhar o vídeo, o árbitro Savio Pereira Sampaio marcou pênalti por causa do toque no braço de Luciano. Claudinho foi para a cobrança e desperdiçou, chutando rasteiro para fora.

Diniz, então, resolveu fazer mais duas substituições. Helinho e Carneiro, teoricamente, dariam mais velocidade e presença de área ao time. O São Paulo passou a ter quatro atacantes em campo para buscar o empate. Mais bagunçada, a equipe tricolor tentava rodar a bola para abrir espaço na defesa adversária.

Foi de um chutão improvável, porém, que o São Paulo chegou ao empate. Léo lançou, o goleiro Cleiton saiu mal e a bola sobrou para Luciano marcar seu quarto gol em sete jogos. Um castigo para o Bragantino, que vinha conseguindo conter os avanços são-paulinos e havia perdido boa chance pouco antes.

O gol de empate deixou o jogo ainda mais agitado. O São Paulo se atirou ao ataque em busca da virada. O Bragantino ficou bem postado, teve boas chances em contragolpes e acertou o travessão de Volpi em cobrança de falta de Artur. O mesmo Artur acertou a trave novamente, desta vez em cobrança de pênalti, aos 47, desperdiçando a chance de o Bragantino sair com a vitória do Morumbi.

SÃO PAULO 1 x 1 RED BULL BRAGANTINO

Gols: Raul, aos 7, e Luciano, aos 32 minutos do segundo tempo. Árbitro: Savio Pereira Sampaio (DF). Estádio: Morumbi, em São Paulo (SP).

SÃO PAULO

Tiago Volpi; Juanfran, Diego Costa, Léo e Reinaldo; Tchê Tchê, Gabriel Sara (Hernanes) e Igor Gomes (Carneiro); Brenner (Helinho), Vitor Bueno (Paulinho Bóia) e Luciano. Técnico: Fernando Diniz.

RED BULL BRAGANTINO

Cleiton; Aderlan, Léo Ortiz, Realpe (Ligger) e Edimar; Ryller, Matheus Jesus (Raul) e Claudinho; Artur, Tubarão (Lucas Evangelista) e Ytalo (Alerrandro). Técnico: Maurício Barbieri.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*