Esportes, Futebol

São Paulo e Vasco tentam encerrar jejum na Copinha

São Paulo e Vasco tentam quebrar jejum na Copinha
Time sub-20 do São Paulo busca título que não conquista desde 2010. Foto: Tetê Viviane/Colaboração/SPFC

Não é apenas o time principal do São Paulo que atravessa longo jejum sem taças relevantes – exceto pela Copa Sul-Americana de 2012, o último grande título dos profissionais foi o Campeonato Brasileiro de 2008.

Na tarde desta sexta-feira (25), a partir das 15h30, os garotos do sub-20 tentam encerrar período de seca na tradicional Copa São Paulo de Futebol Júnior, diante do Vasco, no estádio do Pacaembu, com torcidas dos dois clubes.

Os jovens do Tricolor levantaram a taça pela última vez em 2010, após derrotar o Santos por 3 a 0 nas penalidades – o jogo havia terminado empatado por 1 a 1. Naquele grupo figuravam nomes como Casemiro, do Real Madrid e da seleção; e Lucas Moura, atualmente no Tottenham.

De lá para cá, o São Paulo continuou revelando jovens talentos, assim como fracassos. No ano passado, chegou perto do troféu, mas foi derrotado pelo Flamengo na decisão – o sétimo vice na competição. O time do Morumbi soma três títulos: venceu também em 1993 e 2000.

O quarto caneco ainda consagraria geração talentosa, que faturou a Copa do Brasil e a Supercopa do Brasil sub-20 no ano passado e chegou às principais decisões da categoria. Apesar de perder destaques como Walce e Toró para a seleção brasileira e ter outros, como Liziero e Helinho, já treinando entre os profissionais, o clube conta com a base de 2018.

“Desde o começo do campeonato tivemos de reinventar a maneira de jogar, já que perdemos jogadores importantes, como o Rafael e o Gabriel Sara. Então os meninos corresponderam bem, estão na final porque merecem”, afirmou o técnico Orlando Ribeiro. “Tenho certeza de que os meninos vão jogar a partida da vida deles, pois não vão querer ficar com o vice.”

O Vasco busca o seu segundo troféu na competição. O time derrotou justamente o São Paulo na final de 1992. Depois de eliminar o Corinthians, o cruzmaltino chega empolgado para a decisão.

“A gente sabe da história, do passado, Vadir Bigode, Pimentel… A gente buscou fazer igual. Queremos o título, mas o importante é mostrar bom trabalho. Sabemos da qualidade da escola do São Paulo, mas também temos. Queremos uma história bonita para ficar marcados na história do Vasco”, disse o capitão Lucas Santos.

 

Print Friendly, PDF & Email

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*