Esportes, Paulistão

São Paulo bate Corinthians de Vitor Pereira em bom Majestoso

São Paulo bate 'estrelado' Corinthians de Vitor Pereira em bom clássico
Calleri comemora seu gol, marcado ainda no primeiro minuto do clássico no Morumbi. Foto: Rubens Chiri/SPFC

São Paulo e Corinthians fizeram, neste sábado (5), um bom Majestoso no Morumbi. As duas equipes tiveram problemas devido à forte chuva que caiu na Capital minutos antes da partida, mas mesmo assim demonstraram bom futebol. Os mandantes venceram por 1 a 0 com gol de Calleri, marcado logo no primeiro minutos de duelo.

Com o resultado, o São Paulo se classificou para a próxima fase do Campeonato Paulista. O clube do Morumbi foi a 17 pontos e abriu três de vantagem para o São Bernardo. Ferroviária (dez) e Novorizontino (três) completam o Grupo B. No Grupo A, também já classificado, o Corinthians permanece com 17 pontos, enquanto o Guarani tem dez, a Inter de Limeira tem oito e o Água Santa soma sete.

O Corinthians foi para o jogo estreando seu novo técnico, Vitor Pereira, que mostrou vontade de conquistar um resultado positivo e escalou seu quinteto de estrelas: Giuliano, Renato Augusto, Paulinho, Willian e Róger Guedes. Do outro lado, Rogério Ceni projetou o São Paulo com um meio-campo completamente formado em Cotia, além de Welington, pela lateral-esquerda.

O time tricolor também não teve Nikão e Jandrei, diagnosticados com covid-19. Contestado, Volpi retomou seu lugar nas traves tricolores  e também jogará no clássico com o Palmeiras, na quinta-feira.

A partida teve seu início retardado por dez minutos devido à forte chuva – que, em determinado momento, contou até com granizo. O VAR foi prejudicado e sofreu oscilações de funcionamento durante a partida. O árbitro começou o jogo com refletores desligados,  que foram religados conforme o tempo dava uma trégua. Mesmo com a intensa chuva, a drenagem do Morumbi evitou as poças de água.

Os imprevistos do começo não atrapalharam os mandantes. O São Paulo precisou de apenas 52 segundos para abrir o placar. Rodrigo Nestor invadiu a área pela direita e, próximo à linha de fundo, cruzou para trás. Calleri recebeu a bola e, sem pensar duas vezes, fuzilou as redes defendidas por Cássio.

O Corinthians, então, se viu obrigado a atacar, como se espera de um clássico tão grande. Foi o que fez assim que sofreu o gol. Aos oito, Paulinho carimbou as traves são-paulinas após cruzamento de Fagner. A jogada seguiu, a bola ficou viva dentro da área e Lucas Piton chutou rasteiro, obrigando Volpi a se esticar todo. Por boa parte da primeira etapa, o time alvinegro teve a maior parte da posse de bola e se propôs a atacar e o São Paulo, mesmo jogando em casa, se viu acuado.

Porém, mesmo retraído, o São Paulo não marcou bobeira. O time de Rogério Ceni tentou explorar os contra-ataques e Calleri voltou a ameaçar Cássio. O Corinthians, com Paulinho e Willian, tentou a todo custo igualar o marcador. Ao fim da primeira metade, o que se teve no Morumbi foi um clássico limpo e de alto nível. Prova disso é que o juiz Flávio Rodrigues de Souza pouco trabalho teve.

As duas equipes voltaram iguais dos vestiários, mas Rogério Ceni logo teve de tirar Éder após dividida com Fagner. Juan entrou em seu lugar. A trocação entre os rivais continuou e Vitor Pereira se viu obrigado a fazer três alterações no Corinthians, enquanto a torcida do São Paulo gritava por Luciano. Jô, Bruno Melo e Cantillo foram a jogo para os lugares de Giuliano, Lucas Piton e Du Queiroz, respectivamente. O técnico português se mostrou mais preocupado em melhorar a qualidade da posse de bola, e também aumentar a altura de seus jogadores pensando nos cruzamentos.

O Corinthians seguiu pressionando com cruzamentos que renderam em escanteios. Rogério Ceni colocou Diego Costa no lugar de Welington, projetando uma linha de três zagueiros e se preocupando com as bolas alçadas na área. Aos 25, de cabeça, Jô assustou, mas Volpi, com os pés cravados na linha, abraçou a bola.

O jogo começou a ficar truncado e não demorou muito para o técnico tricolor promover mais mudanças: Rigoni, Gabriel Neves e Andrés Colorado para os lugares e Calleri, Pablo Maia e Rodrigo Nestor, respectivamente. O camisa 9 saiu ovacionado em razão do gol marcado.

O São Paulo pareceu satisfeito com o resultado e, atento, e continuou permitindo ao Corinthians atacar. Quando teve chance com bom contra-ataque, Juan preferiu chutar na marcação corintiana a servir seus companheiros. O time alvinegro tentou aprofundar os passes, mas a defesa são-paulina se mostrou bem armada. O juiz deu quatro minutos de acréscimos, mas Vitor Pereira não conseguiu evitar o tropeço em seu primeiro compromisso com o time do Parque São Jorge.

SÃO PAULO 1 x 0 CORINTHIANS

Gol: Calleri, aos 52 segundos do primeiro tempo. Árbitro: Flávio Rodrigues de Souza. Renda: R$ 1.786.390 (39.213 torcedores). Estádio: do Morumbi, em São Paulo (SP).

SÃO PAULO

Tiago Volpi; Rafinha, Arboleda, Léo e Welington (Diego Costa); Pablo Maia (Gabriel Neves), Rodrigo Nestor (Andrés Colorado), Igor Gomes e Gabriel Sara; Éder (Juan) e Calleri (Rigoni). Técnico: Rogério Ceni.

CORINTHIANS

Cássio; Fagner (Gustavo Mosquito), João Victor, Gil e Lucas Piton (Bruno Melo); Du Queiroz (Cantillo) e Paulinho; Giuliano (Jô), Renato Augusto e Willian; Róger Guedes. Técnico: Vitor Pereira.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*