Copa do Brasil, Esportes

São Paulo anuncia a contratação do meia Everton

S.Paulo anuncia a contratação do meia Everton
Everton deve se apresentar hoje no CT da Barra Funda. Foto: Érico Leonan/SPFC

Cinco dias se passaram entre o vazamento do interesse do São Paulo em Everton, do Flamengo, e o desfecho da contratação. O clube anunciou ontem (18) a chegada do atleta de 29 anos, que deve se apresentar no CT da Barra Funda já na manhã de hoje. O contrato com o clube paulista terá validade de três temporadas, e a operação custou R$ 15 milhões.

Everton deixa o Flamengo depois de quatro anos. Foi sua segunda passagem pelo clube rubro-negro. No total, disputou 255 partidas e marcou 37 gols pelo clube carioca, que possuía 50% de seus direitos econômicos. O restante era dividido por Macaé e pelo empresário Carlos Leite.

“Everton é mais uma peça-chave de um São Paulo que pensa grande, que está criando uma identidade, com personalidade forte, para pensar em objetivos ambiciosos”, disse o diretor executivo de futebol, Raí, ao site oficial do Tricolor.

O jogador despertou o interesse do Tricolor após mostrar muita regularidade nas últimas temporadas e firmar-se como uma das principais peças da equipe do Rio de Janeiro. Everton foi duas vezes campeão carioca (2014 e 2017), ganhou duas Taças Guanabara (2014 e 2018) e faturou o Torneio Super Series (2015). Em sua primeira passagem pelo Flamengo, já havia conquistado o título do Campeonato Brasileiro de 2009.

Mais contratações

Além de Everton, o São Paulo contratou para este ano Anderson Martins, Nenê, Valdivia, Jean, Diego Souza, Tréllez, Régis e Gonzalo Carneiro.

Nesta temporada, o clube já gastou R$ 45 milhões em reforços. Anderson Martins e Nenê saíram de graça do Vasco da Gama e Régis, do São Bento. Valdivia foi emprestado pelo Internacional.

Jean, Diego Souza, Tréllez, Gonzalo Carneiro e Everton demandaram investimentos. Por outro lado, o clube arrecadou R$ 46 milhões com as vendas dos argentinos Lucas Pratto e Julio Buffarini para River Plate e Boca Juniors, respectivamente.

 

Indefinição contratual prejudica atacante Marcos Guilherme

O atacante Marcos Guilherme fez 43 jogos consecutivos pelo São Paulo e perdeu espaço. Parte da queda de rendimento se dá por problemas extracampo. Na última segunda-feira, o jogador foi titular novamente, contra o Paraná, mas não teve boa atuação. Após a partida, explicou a situação.

Quando o Tricolor contratou o meia-atacante do Atlético-PR, o vínculo por empréstimo era válido até o fim de junho de 2018, com possibilidade de prorrogação até dezembro. O clube paranaense, porém, diz que não há esta extensão.

“O contrato certo é até junho, mais os seis meses que ficaram acordados entre os clubes. Porém, sinceramente, minha cabeça não está boa. Estou insatisfeito com essa indefinição”, revelou Marcos Guilherme.

“Sempre deixei claro meu carinho pelo São Paulo. Está nas mãos dos dirigentes. Fico um pouco chateado, com a cabeça pesada, mas tenho de trabalhar”, disse.

 

Régis conquista torcida tricolor e ‘leva paz’ à lateral direita

A grande crítica dos torcedores são-paulinos há muitos anos era a falta de um lateral direito de qualidade. Com Militão improvisado desde o Campeonato Brasileiro do ano passado, o clube parece ter encontrado a solução em Régis, ex-São Bento.

Além de atuar pela direita, Régis joga pela esquerda também. Foi dessa maneira que entrou em campo na última segunda-feira, desbancando Edimar e Júnior Tavares, que são da posição.

“Foi uma grata surpresa. É um jogador de bom nível e estou gostando muito dele. Faz um mês que está aqui e tem tudo para fazer grande ano. Teve bom desempenho hoje ( na segunda). Pode jogar pela direita, pela esquerda”, disse o técnico Diego Aguirre.

Régis começou como lateral esquerdo, mas jogou como ala pelo lado direito no segundo tempo. O atleta estava tão à vontade que deu um chapéu em Leandro Vilela e uma caneta em Diego, tudo no mesmo lance.

 

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*