Esportes, Futebol

São Caetano repudia realização de peneira não autorizada em Mococa

Brincando com o sonho de diversos garotos, pessoas sem ética profissional realizaram, no último sábado (22), falsa peneira em Mococa, no Interior paulista, usando o nome da Associação Desportiva São Caetano. Na ocasião, ao menos 100 crianças teriam sido enganadas e pagaram para ser avaliadas, segundo informações da polícia.

Repreendendo essa prática, a diretora das categorias de base do Azulão, Mônica Ferreira, afirmou que o golpe aplicado no fim de semana prejudica o traba­lho desenvolvido pelo clube.

“Como está em nosso site, não cobramos nada pelas ava­liações. O problema de usar o nome do São Caetano em uma peneira falsa é que você está lidando com o sonho de jovens. É algo prejudicial tanto para o clube quanto para os adolescentes, pois estão sendo enganados e não virão para o Anacleto. Só realizamos avaliações quando utilizamos nossos profissionais. Nesse caso (de Mococa) não foi assim”, afirmou.

Ainda segundo a diretora das categorias de base, o Azulão é cuidadoso ao estabelecer datas, locais e procedimentos na busca por novos atletas. “O São Caetano é um clube formador, de respeito e jamais autorizará peneira cobrando algum tipo de valor. Avaliações para a base do São Caetano acontecem apenas quando são autorizadas. Mesmo assim, analisamos muito bem onde será feita e o que vai propor à população local”, explicou Mônica Ferreira.

Os dois golpistas que reali­zaram a falsa peneira em Mococa foram levados ainda no sábado para o presídio de Casa Branca, onde permanecem até a audiência de custódia. Para denúncias ou esclarecimento sobre avaliações na base do São Caetano, é possível ligar para 4232-0944, ramal 232.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*