Minha Cidade, São Caetano do Sul, Sua região

São Caetano realiza quinta etapa do inquérito epidemiológico

A cada fase, realizada em intervalos de 15 dias, são feitos testes domiciliares em 860 moradores, sorteadas aleatoriamente (uma pessoa por residência). Foto: Eric Romero/PMSCS
A cada fase, realizada em intervalos de 15 dias, são feitos testes domiciliares em 860 moradores, sorteadas aleatoriamente (uma pessoa por residência). Foto: Eric Romero/PMSCS

A Prefeitura de São Caetano, em parceria com o Inpes/USCS (Instituto de Pesquisa da Universidade Municipal de São Caetano do Sul), iniciou  a quinta rodada do Inquérito Epidemiológico sobre a covid-19.

Entre os meses de junho e julho foram realizadas quatro pesquisas com 3.440 pessoas. A cada fase, realizada em intervalos de 15 dias, foram feitos testes domiciliares em 860 moradores, sorteadas aleatoriamente (uma pessoa por residência). Além disso, todos participaram de uma pesquisa que mostrou o perfil dos moradores como hábitos, medidas de isolamento, local de residência, faixa etária, gênero, entre outros.

A quinta etapa, realizada nos dias 23, 24 e 25 de agosto, acontece com intervalo de mais de trinta dias após a primeira fase de testagens. “É um passo importante para entendermos se houve crescimento ou estabilidade de casos neste período. São Paulo repetiu os inquéritos e observou que não houve modificação. Vamos, agora, saber se em nosso município aconteceu a mesma coisa ou se houve aumento de número de contaminados e avaliar o tamanho da epidemia em São Caetano”, explicou a secretária de Saúde, Regina Maura Zetone.

Uma das equipes de enfermeira e pesquisadora esteve no Bairro Vila Gerty e testou parte dos moradores. Gerson Ferreira, 45 anos e motorista de ônibus, não parou de trabalhar durante toda a pandemia. “Hoje é a terceira vez que faço o teste. Já fiz duas vezes na garagem da empresa que trabalho e agora participo desta pesquisa e continuo comemorando os resultados negativos”, destacou. Segundo o morador, os três testes deram negativo porque ele e toda a família têm tomado todos os cuidados para que todos se mantenham seguros.

O aposentado Edgard José da Silva, 67 anos, ficou feliz em participar da pesquisa epidemiológica. “Minha irmã e meu irmão já haviam realizado o teste e eu ficava na expectativa de ser sorteado”. Edgard, assim como seus irmãos, testou negativo para a covid-19 e afirmou que continuará seguindo as recomendações para proteger toda sua família.

O reitor da USCS, Leandro Prearo, afirmou que é importante continuar mapeando os casos da cidade. “O exame nos mostra a quantidade de pessoas que já tiveram contato com o coronavírus e o caminho da contaminação”, explicou.

O teste é realizado nos 15 bairros da cidade e avalia a transmissibilidade e a circulação do vírus pelo município, segundo a secretária de saúde, “um dado importante na construção do planejamento de ações futuras”.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*