Esportes, Paulistão

São Caetano perde no tempo normal, mas Luiz Daniel dá título ao Azulão nos pênaltis

São Caetano perde no tempo normal, mas Luiz Daniel dá título ao Azulão nos pênaltis
Campeão em 2000 e 2017, o São Caetano chegou ao título da Série A2 pela terceira vez em sua história. Foto: Leonardo Lima/ADSC

O São Caetano conquistou o título da Série A2 do Campeonato Paulista pela terceira vez em sua história. Na tarde desta segunda-feira (12), o Azulão recebeu o São Bento, no estádio Anacleto Campanella, podendo empatar para erguer a taça, mas perdeu a partida por 1 a 0 e se viu obrigado a decidi-la nos pênaltis. Sem se abalar pelo resultado nos 90 minutos, converteu todas as cobranças e contou com Luiz Daniel, que fez duas defesas e garantiu a vitória por 4 a 3.

Precisando reverter a vantagem mesmo atuando longe de casa, o São Bento partiu para o ataque desde os primeiros minutos. Logo aos três, Ruan fez grande jogada pela direita e cruzou à meia altura. Bambam mostrou oportunismo e marcou. Foi o nono gol do centroavante, que fechou a Série A2 dividindo a artilharia com Léo Castro, que atuou pelo Juventus.

Os visitantes continuaram superiores e, aos 14, Ruan partiu na individualidade, entrou na área e soltou a pancada. Luiz Daniel fez a defesa, mas ainda viu a bola tocar no travessão antes de sair em escanteio. Na sequência, aos 16, o goleiro do Azulão ainda salvou seu time após batida de Ruan, dentro da pequena área.

Depois, o duelo ficou mais equilibrado, mas ainda houve espaço para mais chances desperdiçadas. Aos 40, Ruan cruzou na medida para Fábio Bahia, que testou para fora. O São Caetano só respondeu nos acréscimos, quando Everton Dias aproveitou cruzamento e cabeceou firme, carimbando o travessão.

A etapa final foi mais truncada, com menos oportunidades reais. A primeira delas saiu apenas aos 18 minutos, quando Ruan arrancou pelo centro do gramado e bateu forte. Renan Dutra apareceu no meio do caminho e mandou para escanteio, salvando o São Caetano com desvio providencial. Aos 43, Erick Luis limpou Renan Dutra e finalizou buscando o cantinho esquerdo. A bola saiu lambendo a trave do goleiro mandante Luiz Daniel.

Com a vitória do São Bento no tempo normal, a decisão do título foi para os pênaltis.  Nas cobranças, Erick Luís, Sávio e Luís Henrique marcaram os três primeiros para os visitantes, enquanto Anderson Rosa, Everton Dias e Sandoval emparam a disputa.

Na quarta cobrança, Luiz Daniel defendeu o chute do goleiro Lucas Macanhan e ainda foi vencido por Renan Dutra. Na cobrança final, o goleiro do São Caetano brilhou mais uma vez e defendeu a cobrança de Thiago Primão, garantindo o título para o Azulão.

SÃO CAETANO 0 (4) x (3) 1 SÃO BENTO

Gol: Bambam, aos 3 minutos do 1º tempo. Árbitro: Thiago Luis Scarascati. Estádio: Anacleto Campanella, em São Caetano.

SÃO CAETANO

Luiz Daniel; Gabriel Santos (Joel Vinicius), Renan Dutra, Sandoval e Dudu (Acácio); Everton Dias e Emerson Santos (Douglas Araújo); Anderson Rosa; Eric Di Maria (Luan Costa), Ronaldo e Marlon (Filipe Carvalho). Técnico: Dininho (interino).

SÃO BENTO

Lucas Macanhan; Alison (Mizael), Bruno Leonardo, Douglas Assis e Pablo; Fábio Bahia, Evandro e Thiago Primão; Denner (Erick Luís), Ruan (Sávio) e Bambam (Luís Henrique). Técnico: Marcelo Cordeiro (interino).

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*