Minha Cidade, Regional, Sua região

São Caetano lidera ranking com maior crescimento de imunizados em julho

Segundo a Info Tracker, a cidade já vacinou contra covid-19, com duas doses ou dose única, 22,95% da população. Foto: Governo do Estado de SP
Segundo a Info Tracker, a cidade já vacinou contra covid-19, com duas doses ou dose única, 22,95% da população. Foto: Governo do Estado de SP

São Caetano foi a cidade do Estado que mais registrou crescimento no número de vacinados com duas doses – ou dose única -contra a covid este mês. Entre o dia 1º e esta sexta-feira (9) houve aumento de 6,37% no número de imunizados, elevando o total para 38.633 pessoas, o que corresponde a 22,95% da população. Em relação aos vacinados com uma dose (86.313), o porcentual sobe para 53,29%.. Os dados constam da plataforma Info Tracker, mantida por pesquisadores do campus São Carlos da Universidade de São Paulo (USP) e da Universidade Estadual Paulista (Unesp), e incluem cidades com mais de 100 mortes pelo novo coronavírus.

No ABC, Santo André é o segundo município com maior crescimento no número de imunizados no período: 12,92%, para 123.034 pessoas, totalizando 15,68% da população vacinada com duas doses ou dose única, e 50,61% (365.058) com apenas uma aplicação do imunizante.

Em seguida aparece São Bernardo, com alta de 4,99% dos totalmente imunizados, para 113.435, somando 12,74% o total dos são-bernardenses que já tomaram as duas doses, ou dose única, contra o novo coronavírus. Já os que ainda precisam de mais uma dose para completar a imunização somam 400.289, ou 47,40%.

Ribeirão Pires aparece no ranking com 14.732 imunizados, ou 11,87% da população vacinados com duas doses/dose única. A prefeitura informou, nesta sexta-feira, a marca de 70% da população adulta (acima de 18 anos) vacinada com a primeira dose contra a covid-19.

“Mais de 63.000 pessoas já receberam pelo menos a primeira aplicação da vacina”, destaca a nota do município. Segundo a Info Tracker, este mês, Ribeirão Pires registrou crescimento de 13,59% no número de pessoas que tomaram a primeira dose da vacina, o que corresponde a 43,86% da população.

Diadema avançou 7,3% na quantidade de moradores vacinados com duas doses/dose única, para 44.463. O município tem hoje 9,44% da população com a imunização contra a covid completa. Em relação à aplicação de uma dose o crescimento foi maior: 11,6%, atingindo 42,13% dos munícipes (179.799).

Mauá foi a cidade que registrou menor índice de crescimento de imunizados com duas doses ou dose única: 1,81%, para 44.744, com 9,34% da população vacinada (177.431). Quanto à aplicação da primeira dose da vacina, o aumento este mês foi de 9,07% – 37,15% dos mauaenses já receberam a primeira dose.

OCUPAÇÃO LEITOS

A ampliação no número de vacinados na região vem atrelada à queda no número de ocupação de leitos por pacientes com coronavírus. Entre 1º deste mês e esta sexta-feira, à exceção de Diadema, que registrou leve alta de 0,37% – subiu de 813 para 816 o número de pacientes em internação -, Ribeirão Pires, com alta de 15,15 %, os demais municípios registraram queda. Os dados levam em conta municípios com mais de 20 internados nos últimos sete dias.

São Bernardo liderou a queda de ocupação de leitos: 20,45% no período pesquisado. Em seguida vem São Caetano, com redução de 4,29% e Santo André, com queda de 2,43%.

Dados de internação refe­rentes a abril/julho da Fundação Seade corroboram com a informação. A taxa de ocupação de UTI Covid-19, que chegou a 90,6% em 4 de abril, caiu para 61,3% nesta quinta-feira (8).

Em 2 de abril, o número de pessoas internadas pela doença na região era de 1.245, enquanto a vacinação totalizava cerca de 400 mil doses aplicadas. Atualmente, com mais de 1,6 milhão de doses aplicadas nos sete municípios, o número de internados é de 736 pessoas.

O presidente do Consórcio ABC e prefeito de Santo André, Paulo Serra, afirmou que a redução dos números é resultado da agilidade dos municípios em colocar em prática estratégias para acelerar a imunização.

“É fundamental avançarmos na vacinação da nossa gente, mesmo diante dos números de internação em queda. As cidades do ABC vão seguir em frente neste grande esforço para nossa região vencer o coronavírus”, destacou Serra.

Até esta quinta-feira (8), o ABC registrava 226.783 casos de covid-19 e 9.153 mortes pela doença, segundo dados das secretarias municipais.

“É fundamental avançarmos na vacinação da nossa gente, mesmo diante dos números de internação em queda. As cidades do ABC vão seguir em frente neste grande esforço para nossa região vencer o coronavírus”, destacou Serra.

Até esta quinta-feira (8), o ABC registrava 226.783 casos de covid-19 e 9.153 mortes pela doença, segundo dados das secretarias municipais.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*