Saúde e Beleza

São Caetano inaugura moderna Central de Material e Esterilização

Central conta com enfermeiros, técnicos e equipe administrativa, divididos em três estações de trabalho

investimento na obra foi de R$ 704 mil, incluindo emenda de R$ 480 mil do deputado estadual Thiago Auricchio. Foto: Eric Romero/PMSCS
investimento na obra foi de R$ 704 mil, incluindo emenda de R$ 480 mil do deputado estadual Thiago Auricchio. Foto: Eric Romero/PMSCS

A Saúde de São Caetano do Sul ganhou nesta segunda-feira (27/11) uma moderna CME (Central de Material e Esterilização). O espaço ampliado e com novos equipamentos se torna uma unidade funcional, centralizando e padronizando todo o processo de limpeza e esterilização da rede.

O padrão de excelência, com equipamentos de ponta, ambientes isolados e um espaço mais adequado, oferecerá uma entrega melhor e mais segura para pacientes e médicos. O investimento na obra foi de R$ 704 mil, incluindo emenda de R$ 480 mil do deputado estadual Thiago Auricchio.

Considerada o coração de um hospital, a Central de Material e Esterilização conta com enfermeiros, técnicos e equipe administrativa, divididos em três estações de trabalho: área de desinfecção, área de esterilização e arsenal cirúrgico, em um espaço de 168 m².

“Temos um sistema de saúde em constante crescimento. A esterilização é um dos fatores mais importantes no controle da infecção hospitalar. Poder ampliá-la e modernizá-la é fundamental para atendermos à nossa demanda com qualidade. A CME tinha capacidade para realizar o processamento de 69 mil ciclos entre desinfecção e esterilização de baixa temperatura. Com a ampliação do espaço e aquisição de novos equipamentos, vamos aumentar a demanda em 91% (132 mil ciclos) e absorver a esterilização de toda rede”, destacou o prefeito José Auricchio Júnior.

A estrutura com áreas isoladas, evitando contaminação, conta com lavadoras termodesinfectadoras, lavadoras ultrassônicas, autoclaves de alta e baixa temperatura, e equipamentos de limpeza que oferecem precisão e aumentam a produtividade na etapa mais importante do processamento, que é a limpeza.

“As lavadoras e autoclaves funcionarão por sistema de osmose reversa, processo de tratamento de água que remove sais dissolvidos, impurezas e contaminantes. Uma etapa fundamental para garantir a segurança dos pacientes quanto à esterilização e limpeza dos aparelhos que são utilizados nos procedimentos. A tecnologia oferece esterilização mais eficaz”, explicou a secretária de Saúde, Regina Maura Zetone.

“Fico feliz em participar de projetos tão importantes para nossa cidade. A ampliação e modernização da CME mostra a preocupação constante do município na oferta de serviços de qualidade”, acrescentou Thiago Auricchio.

Outra inovação foi a implantação do código datamatrix para identificação de todo instrumental cirúrgico. O serviço proporciona rastreamento e gestão de materiais na CME. A identificação dos instrumentos facilitará a manutenção e utilização de insumos, além de proporcionar melhor produção cirúrgica.

Com o novo espaço houve alteração dos fluxos do serviço, fazendo o instrumental descer do Centro Cirúrgico por meio do elevador monta-cargas, direto para a área de desinfecção. Os materiais que virão de outras unidades obedecerão o mesmo fluxo. Este material será processado e distribuído através de uma Central, onde estarão todos os materiais estéreis, subindo para o Centro Cirúrgico através de outro elevador monta-cargas, completando o ciclo.

A CME possui também  vestiários de barreira, tanto na área de desinfecção quanto na área de preparo e esterilização, garantindo o sucesso nos processos e controle de infecções.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe eu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*