Minha Cidade, São Caetano do Sul, Sua região

São Caetano abre hospital de campanha para pacientes com covid-19

Prefeitura de São Caetano abre hospital de campanha para receber pacientes com covid-19
Auricchio destacou que o equipamento terá o mesmo padrão de excelência das demais unidades de saúde. Foto: Eric Romero/PMSCS

A Prefeitura de São Caetano iniciou nesta sexta-feira (17) as operações do hospital de campanha, exclusivo para pacientes com covid-19. A estrutura foi montada no Hospital São Caetano, no Bairro Santo Antônio. Inicialmente, são 100 leitos, podendo chegar a 200, conforme a demanda que se apresentar. Todos para casos de baixa complexidade.

O Hospital de Campanha garante o isolamento necessário dos pacientes infectados pelo coronavírus, confi­gurando-se em estratégia fun­damental para a contenção da disseminação do vírus e para o atendimento mais adequado às pessoas com covid-19.

A unidade não terá atendimento porta aberta. Foi criada para receber pacientes transferidos do sistema de Urgência e Emergência (Hospital Municipal de Emergências Albert Sabin e UPA) e do Complexo Hospitalar Municipal (formado pelos hospitais Maria Braido, Márcia Braido e Euryclides de Jesus Zerbini).

Em visita técnica na manhã desta sexta-feira, o prefeito José Auricchio Júnior destacou que o hospital de campanha terá o mesmo padrão de excelência das demais unidades de saúde de São Caetano. “Sem nenhuma crítica a outros municípios, mas aqui, felizmente, não precisamos improvisar o atendimento em estádio ou galpões. Já temos a estrutura de um hospital, o que nos assegura tratamentos mais adequados”, destacou, ao renovar apelo para que as pessoas fiquem em casa.

Ao ser transferido para o equi­pamento, o paciente será encaminhado ao leito por corredor e elevador de uso exclusivo para pessoas com covid-19. Os 205 profissionais contratados para o Hospital de Campanha (médicos, enfermeiros, outros profissionais de saúde, recepcionistas, porteiros, seguranças e auxiliares de limpeza, entre outros) foram capacitados a atuar nessa situação extraordinária.

Há dois leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva), que serão utilizados emergencialmente, caso o paciente tenha agravamento do quadro de saúde. Se isso ocorrer, será transferido para o Hospital Maria Braido, que possui ala de UTI exclusiva para pessoas com covid-19 em estado grave.

Os pacientes internados no hospital de campanha não poderão receber visitas, estratégia necessária para o controle da pandemia. “Os familiares terão acesso a todas as informações sobre a evolução do quadro clínico, por meio da nossa equipe de acolhimento, que atenderá 24 horas”, explicou a secretária municipal de Saúde, Regina Maura Zetone.
O investimento inicial no equipamento é de R$ 1,3 mi­lhão, o que inclui as adaptações físicas no Hospital São Caetano, aquisição de equipamentos e insumos, contratação dos profissionais e locação de serviços.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*