Minha Cidade, São Bernardo do Campo, Sua região

São Bernardo lança programa de reciclagem de óleo de cozinha usado

São Bernardo lança programa de reciclagem de óleo de cozinha usado
Lançamento do programa contou com a participação de 600 crianças dos 5º e 6º anos das redes municipal e estadual. Foto: Ricardo Cassin/PMSBC

Em celebração ao Dia Mundial do Meio Ambiente, comemorado nesta quarta-feira (5), a Prefeitura de São Bernardo lançou o programa de reciclagem de óleo de co­zinha usado em parceria com o Instituto Triângulo. Realizado no Cenforpe, o evento contou com a presença de aproximadamente 600 crianças dos 5º e 6º anos das redes municipal e estadual.

“Uma das minhas metas como gestor público é transformar São Bernardo na cidade que mais recicla óleo de co­zinha usado no país. Para isso, precisamos muito do apoio de vocês, crianças, para conscientizar seus pais da importância dessa iniciativa que tem o objetivo de preservar um dos bens mais preciosos: a represa Billings. O óleo de cozinha faz parte de nossas vidas, mas precisamos descartá-lo de forma consciente. É mais cuidado ao meio ambiente e melhor qualidade de vida para as próximas gerações”, afirmou o prefeito Orlando Morando (PSDB).

O objetivo da ação desta quarta-feira foi envolver alunos, professores e gestores das redes municipais e estaduais nesta importante iniciativa. O intuito é aumentar o número de pontos de coleta de 65 para 140 até o fim de agosto, nas escolas municipais e estaduais. Para isso, os estudantes foram convidados a participar de uma gincana sustentável: as três unidades escolares que tiverem o maior volume arredado de óleo de cozinha usado concorrerão a três prêmios: visitas ao Parque Ecológico Imigrantes (PEI) e à Cidade da Criança e a uma horta comunitária.

Qualquer cidadão pode participar da iniciativa ao levar uma garrafa PET de dois litros com o resíduo nos pontos de coleta. Na troca, ganhará duas pedras de sabão feitas com óleo de cozinha usado pelo Instituto Triângulo. Os pontos de coleta serão divulgados no site da prefeitura nos próximos dias.

O descarte irregular de resíduos pode causar a contaminação do solo e de águas subterrâneas, o entupimento de tubulações, além de atrair e favorecer a proliferação de vetores de doenças, como ratos e baratas, trazendo riscos à saúde pública e dos trabalhadores de limpeza urbana.

“O objetivo da ação é mudar o hábito de nossa população, minimizando os impactos decorrentes da deposição deste resíduo na natureza. Colocaremos à disposição pontos de coleta com grande abrangência na cidade, permitindo o descarte correto”, destacou o secretário de Meio Ambiente e Proteção Animal, , José Carlos Gobbis Pagliuca.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*