Arte & Lazer, Dança, Teatro

São Bernardo entrega ao Estado prédio da Fábrica da Cultura

São Bernardo entrega ao Estado prédio da Fábrica da Cultura
Fábrica de Cultura terá praça digital, espaço coworking e incentivo à inovação tecnológica. Foto: Divulgação

A secretaria estadual de Cultura e Economia Criativa recebeu nesta quinta-feira (25) as chaves do prédio da futura Fábrica de Cultura 4.0 de São Bernardo. A unidade – a segunda do ABC e primeira com atividades voltadas à tecnologia e à inovação – ficará no imóvel que abrigaria o Museu do Trabalho e do Trabalhador e que foi transferido ao governo do Estado. A entrega foi formalizada pelo prefeito Orlando Morando (PSDB) ao secretário Sérgio Sá Leitão.

Além das atividades tradicionais das Fábricas de Cultura (cursos de formação artística e ações ligadas ao teatro, à dança, à música e ao circo), a unidade de São Bernardo será um polo de desenvolvimento de tecnologias e de artes digitais. Com 5.428 m², o espaço terá praça digital, “bibliotech” e áreas destinadas à robótica, programação e games. Também será disponibilizada estrutura de coworking para incentivar a troca de experiências entre empreendedores e agentes culturais.

“Estamos ampliando o escopo do programa Fábricas de Cultura e tornando-o mais relevante para os jovens de São Paulo – que, a partir de agora, poderão ter formação consistente em atividades culturais e criativas que envolvem tecnologia, como games e realidade virtual”, explicou o secretário Sérgio Sá Leitão.

“Hoje é um dia histórico para São Bernardo. Fizemos a transferência do prédio para o governo do Estado e, desta forma, cumpri o compromisso de dar uma destinação que, ao invés de cultuar uma personalidade, vai beneficiar toda a população em um espaço pioneiro, que unirá criatividade, inovação e tecnologia e será modelo para todo o Estado”, afirmou Morando.

Com a transferência da administração, que marcou a conclusão das obras de infraestrutura, a secretaria iniciará as intervenções internas e a compra dos equipamentos para colocar o espaço cultural 4.0 em funcionamento.

A execução dos trabalhos será realizada em três etapas. Na primeira serão entregues o térreo, o mezanino e parte do 1º pavimento. Com a conclusão dessa fase, prevista para setembro deste ano, a Fábrica será aberta ao público e poderá oferecer 32 cursos e atender 15 mil pessoas por mês.

A segunda, com entrega em junho de 2021, terá o 1º e o 2º pavimentos concluídos, além da abertura do auditório. O número de cursos ofertados subirá para 103 e o público atendido chegará a 30 mil por mês. A terceira etapa prevê a Fábrica funcionando com 100% de sua capacidade. Serão oferecidos, no total, 308 cursos para 40 mil pessoas atendidas por mês.

O investimento para transformar o projeto em realidade será dividido entre o governo do Estado –que destinará R$ 8 milhões – e a prefeitura de São Bernardo, cujo repasse soma R$ 4,5 milhões.

Esta será a 12ª Fábrica de Cultura, a segunda fora da Capital. A primeira está em Diadema. A gestão será feita pela Organização Social Catavento Cultural e Educacional, responsável por outras cinco unidade na zona leste paulistana. “Ao unir arte e tecnologia, a Fábrica de Cultura 4.0 de São Bernardo será a referência para as demais fábricas e também para as que serão implementadas futuramente”, disse Sá Leitão.

1 comentário

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*